O Palmeiras [VIDEO] ainda briga por uma das vagas que darão acesso à Copa Libertadores da América, em 2018. A derrota para o Santos em casa na última rodada praticamente eliminou o sonho de conquistar o bicampeonato Brasileiro.

Internamente, o ano de 2017 é para ser esquecido. A diretoria Alviverde entende que o planejamento não evoluiu e não deu certo. Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, fala para pessoas próximas que os investimentos não vão parar, mas serão feitos de maneira mais cirúrgica, entendendo diretamente qual posição está mais carente e repor um ou dois jogadores por posição.

O futuro de Miguel Borja, por exemplo, é uma incógnita.

O jogador é envolvido em especulações frequentes sobre trocas e negócios com times do exterior. Em viagem recente para a Espanha, Alexandre Mattos conversou com algumas equipes para tentar uma troca, mas não teve muito sucesso. A passagem de Borja pelo Palmeiras é um verdadeiro fracasso e estragou um pouco sua imagem pelo mundo afora.

Situação de Lucas Lima definida

O meia Lucas Lima é outro jogador que gera muita discussão interna no Palmeiras. Dois anos atrás, o clube procurou o Santos para negociar e ouviu que ele não estava à venda e que não sairia do Santos. A situação, agora, é bem diferente. Com contrato no fim, Lima já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe.

O Futebol chinês também está de olho no atleta. O Guangzhou Evergrande, time de Felipão, já fez proposta oficial.

Os salários de Lucas Lima seriam absurdos e totalmente fora da realidade do futebol: mais de R$2 milhões mensais.

A ideia do jogador é ficar visível para o técnico Tite, que fará a convocação para a Copa do Mundo da Rússia. Continuar no Brasil pelo menos até o final de 2018 é uma possibilidade real e, por isso, vestir a camisa do Palmeiras seria uma das situações viáveis.

Modesto Roma, presidente do clube da Baixada, disse que vários presidentes de clubes jantaram durante a semana em um restaurante de São Paulo e nada foi falado sobre transferência de jogadores. Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, também tratou de colocar fim à negociação e aos boatos de que o clube entraria forte para trazer Lucas Lima. Vários jornais publicaram que havia uma boa possibilidade de negócio. No entanto, Galiotte negou e, portanto, as conversas foram encerradas.

O Palmeiras ainda busca um meio-campo para jogar ao lado de Moisés e Alejandro Guerra. Pode ser que esse jogador venha do futebol internacional.