Em 2017, o Palmeiras ficou devendo, mas do que depender da diretoria do Verdão 2018 será bem diferente. A diretoria alviverde deve investir pesado em contratações para a Libertadores de 2018.

Com Cuca fora do comando da equipe, o Palmeiras já planeja [VIDEO] 2018 e deve trazer pelo menos 1 reforço de peso. Atualmente recheado, o elenco do Verdão já conta com estrelas como Dudu, Borja, Guerra, Moisés, William Bigode e Felipe Melo.

Nos bastidores, o Palmeiras trabalha para contratar Everton, meia de 28 anos do Flamengo. Segundo informações apuradas pelo canal Fox Sports, o Palmeiras estaria disposto a envolver jogadores em uma possível troca.

Um dos nomes mais cotados para ser envolvido nessa troca, é o de Róger Guedes, que foi afastado do time por problemas internos. O atacante palmeirense estaria bastante insatisfeito com a reserva, e por isso não deve permanecer no clube.

Everton renovou seu contrato recentemente com o Flamengo, e seu novo vínculo vai até 2019. A multa rescisória do atleta não foi divulgada, no entanto independente de valores o Palmeiras quer contar com o futebol do meia, que foi um dos destaques do Flamengo no ano.

Outra posição que deve preocupar a diretoria alviverde, é a lateral esquerda, já que Zé Roberto está em fim de carreira, e Egídio não deve permanecer no elenco.

O nome que mais agrada o Verdão para essa posição, é o de Diogo Barbosa do Cruzeiro, porém não deve ser fácil tirá-lo da toca da raposa.

Por isso a diretoria trabalha em cima de dois nomes, Sidcley do Atlético-PR e Fabra do Boca Juniors.

Nesse caso existe a possibilidade de haver alguma troca de jogadores entre os clubes, afinal o Palmeiras tem o elenco muito "inchado" e quer reduzir o time para a próxima temporada.

Nomes de peso como o de Oscar ex-Chelsea, Gil ex-Corinthians, também já foram especulados por parte da imprensa. Mas o nome de Lucas Lima é o único que está realmente próximo do clube, com contrato até o final deste ano o meia ainda não renovou.

O jogador foi inclusive procurado pelo Santos que lhe ofereceu cerca de R$ 45 milhões no total. O contrato se estenderia até 2020, o salário do atleta dobraria com a negociação concretizada, porém o meia não aceitou a oferta.

Com o contrato chegando ao fim, o meia já pode inclusive assinar um pré contrato com qualquer clube, e apesar de ainda não ter confirmado sua saída do Peixe, deixou claro que não teria problema algum em atuar pelo rival na próxima temporada.