O Palmeiras [VIDEO] ainda encara o ano de 2017 com esperança, apesar de ser bastante difícil. A derrota para o Santos praticamente colocou uma 'pá de cal' no sonho palmeirense de conquistar o bicampeonato Brasileiro. E o pior ainda é a manutenção da liderança feita pelo Corinthians que, apesar de ter empatado com o Cruzeiro, mantém distância grande ainda do segundo colocado.

O técnico Cuca demonstrou um certo desânimo após o clássico e disse que se envolveu demais com a partida. O envolvimento [VIDEO] emocional de Cuca não é em vão: ele também acreditava no título e fez até pequenas metas para os seus jogadores alcançarem.

Questionado se fica para 2018, Cuca disse que vai participar do planejamento e já iniciou as conversas com a diretoria para a montagem do elenco para o próximo ano. Não confirmou sua permanência, mas reiterou que esta trabalhando para continuar.

Mudança de rumo

Para o gol, o #Palmeiras tem Fernando Prass, Jaílson, Vinícius Silvestre e Daniel Fuzato. Vinícius e Daniel não devem ter chances tão cedo no time titular. Fernando Prass ainda não renovou com o clube de forma oficial e ainda é dúvida. Jaílson se recuperou de lesão rara na virilha e também não tem nada garantido.

Pensando em lesões e não renovações, a diretoria fez sondagem em cima de dois goleiros: Gatito Fernandez, do Botafogo-RJ, foi o primeiro. Porém o goleiro disse que pretende seguir no Rio de Janeiro e que somente uma proposta muito boa o tiraria de lá.

Wéverton, do Atlético Paranaense, interrompeu a renovação e causou alvoroço na Arena da Baixada. Estaria ele confirmando sua ida para o Palmeiras? Por enquanto nada certo. Wéverton foi um dos nomes aprovados pelo técnico Cuca.

A bola da vez agora é Jefferson, também do Botafogo-RJ. Saiu uma nota no site Gazeta Esportiva de que o Palmeiras tentará o negócio. A proposta ainda não foi feita, mas pode seguir para o time carioca. Jefferson é um dos ídolos dos botafoguenses e um goleiro com larga experiência, característica típica de reforços para disputar a Copa Libertadores da América.

Outro nome para o meio

Conforme divulgamos ontem, o Palmeiras também está negociando com o meia-atacante do Júnior Barranquilla, Yimmi Chará. O atleta de apenas 26 anos está jogando bem e ajudando muito o time boliviano na Copa Sulamericana. Chará pode chegar ao Palmeiras por meio de negociação com Miguel Borja, que ainda não encaixou. Borja custou mais de R$ 30 milhões e ainda é um grande ponto de interrogação. #Futebol #Mercado da bola