Já de olho na próxima temporada e não passar o sufoco que tem enfrentado este ano, o São Paulo busca reforços para 2018. O Tricolor, que até o último final de semana, amargurava a zona de rebaixamento no Brasileirão, corre atrás do goleiro Weverton, do Atlético-PR e também tem interesse no volante Fernando Bob, que pertence ao Inter, de Ponto Alegre, e está emprestado para a Ponte Preta.

Fernando Bob foi alvo do São Paulo em maio, onde pagaria cerca de R$ 3 milhões pelo jogador, mas a transferência não vingou por causa do time de Campinas.

Ameaça da Ponte Preta

Na época, a Macaca ameaçou melar a venda de Willian Pottker, caso Bob fosse para o Morumbi. O Internacional desistiu da venda depois de ser ameaçado.

O time do Morumbi necessita de um volante porque Jucilei voltará ao Shandong Luneng, da China, no final da temporada e Hudson, que está emprestado ao Cruzeiro, deve permanecer na Raposa. O time mineiro quer comprá-lo em definitivo por R$ 5,7 milhões para ficar em Belo Horizonte.

Outro reforço da China que pode desembarcar no Morumbi é meia Oscar, do Shanghai SIPG. Inclusive, a diretoria enviou uma proposta oficial de quase R$ 400 mil reais mensais para tentar convencer o meia a voltar ao Futebol brasileiro.

Oscar é o grande desejo da diretoria do São Paulo Futebol Clube para próxima temporada. O Tricolor quer conseguir o empréstimo do jogador e estaria disposto a envolver Lucas Fernandes na negociação.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

O camisa 10 já foi jogador do Tricolor e uma das maiores polêmicas do futebol nacional envolvido em uma novela de quase dois anos e meio e muitos capítulos. O São Paulo e Internacional travaram uma batalha pelo jogador com meses de negociação, no qual o Colorado pagou R$ 15 milhões ao Tricolor para ficar com o meia.

Na época, Dorival Júnior era o técnico dos gaúchos e Oscar era umas das principais peças do esquema do técnico. Durante as negociações, a torcida são-paulina colocava o meia como um dos maiores traíras da história do time do Morumbi.

O Caso Oscar

O jogador, aos 18 anos, entrou na Justiça contra o Tricolor em dezembro de 2009 alegando que, quando tinha 16 anos, foi coagido pela diretoria a assinar por cinco anos, o que é proibido pela Fifa (Federação Internacional de Futebol). Já o São Paulo alegou na época que o meia conseguiu emancipação e, por isso, firmou um contrato com período maior.

Oscar venceu e conquistou a liminar tornando-se dono dos seus próprios direitos federativos e menos de uma semana após, o São Paulo cassou a liminar.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo