Inquieto e controverso, o técnico Jorge Sampaoli ainda não conseguiu implementar o seu estilo de trabalho na seleção da Argentina. Mas nem por isso perde a confiança na classificação [VIDEO] à Copa do Mundo na Rússia no ano que vem. Mesmo após o empate em 0x0 com o Peru em casa nesta quinta-feira, o comandante pregou o discurso do otimismo.

Na terça-feira, a Argentina joga a vida diante do Equador, já eliminado, fora de casa. Se vencer, a seleção de Sampaoli garante no mínimo a disputa da repescagem contra a Nova Zelândia. Para ficar entre os quatro, preciso de um tropeço do Chile ou de um empate no jogo entre Peru e Colômbia.

"Sentimos entre os atletas o otimismo ao notarmos que se ganhamos em Quito, classificamos à Copa. Sabemos que há tensão. Vamos seguir buscando como buscamos contra o Peru [VIDEO], com a Venezuela, contra o Uruguai e tenho confiança que vamoos encontrar. Seria injusto não irmos à Copa com esse grupo que se entrega tanto", destacou Sampaoli.

A última rodada promete confrontos eletrizantes e decisivos para a Copa de 2018. Líder isolado e classificado, o Brasil recebe o Chile. No mesmo horário de 20h30, o Paraguai pega a Venezuela, enquanto o Uruguai recebe a Bolívia, o Equador joga contra a Argentina e o Peru duela contra a Colômbia.