Após revelar uma foto ameaçando matar jogador argentino Lionel Messi, durante a #Copa do Mundo que ocorrerá na Rússia no ano que vem, o Intelligence Group apresentou mais uma ameaça dos terroristas do Wafa Media Foundation. Trata-se de uma imagem do craque da #Seleção Brasileira, #Neymar. Na fotomontagem, o jogador que atualmente atua pelo Paris Santin Germain aparece de joelhos, com roupa laranja de prisioneiro, prestes a ser decaptado por um terrorista vestido todo de preto. No chão, já morto, está Messi. Junto com a imagem, há seguinte mensagem: “Vocês não viverão em segurança até que a gente viva isso nos países muçulmanos”.

O Intelligence Group que é especializado em monitorar mensagens de grupos jihadistas postadas na internet, afirma que não se trata de uma brincadeira.

Messi e técnico da França também foram ameaçados

Há menos de uma semana, uma foto de Messi com roupa de presidiário e com um olho sangrando, já havia sido postada na internet e junto a imagem, havia a mensagem [VIDEO] de que o governo da Rússia estava enfrentando um grupo que não tem a palavra fracasso em seu dicionário.

Após a foto de Messi, grupos aliados ao Estado Islâmico postaram uma fotomontagem do técnico da seleção da França, Didier Deschamps, que aparece sentado e algemado, com uniforme de presidiário e tem uma arma sendo apontada para o seu pescoço por um terrorista. Junto há a seguinte mensagem de que eles continuarão aterrorizando e destruindo vidas.

Antes ainda, já tinham publicado uma foto em que aparece o estádio de Luzhniki, em Moscou,que sediará jogos da Copa no ano que vem, sendo observado por um homem com um fuzil e explosivos.

Embaixador russo procura AFA

Após a divulgação da ameaça a Messi, o embaixador da Rússia, em Buenos Aires, Viktor Koronelli foi até a Associação de Futebol Argentino (AFA) para conversar com o presidente da entidade, Claudio Tapia e com o técnico da seleção argentina, Jorge Sampaoli. O assunto da conversa não foi divulgado, mas especula-se que foi para falar sobre a ameaça terrorista e as medidas de segurança a serem adotadas. Em novembro, a Argentina fará dois jogos na Rússia, contra os anfitriões e contra a Nigéria.

Motivo da ira

O Estado Islâmico estaria ameaçando atacar a Copa da Rússia pelo fato do país ter apoiado o governo da Síria. Outro motivo importante para os terroristas é que o Mundial desperta muita atenção em todo mundo e um atentado teria enorme impacto.