Na manhã desta terça-feira (31), o #Fluminense encerrou a sua preparação para o clássico de quarta-feira (1) às 21h45 (horário de Brasília), no Maracanã, diante do Flamengo, no jogo de volta das quartas-de-final da #Copa Sul-Americana. Conforme ocorreu na segunda, o treinamento realizado no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, não contou com a presença dos jornalistas, mas, em entrevista concedida após a atividade, o técnico Abel Braga descartou o mistério e confirmou que o time será quase o mesmo do empate de 1 a 1, em casa, no último domingo (29), com o Bahia pelo Campeonato Brasileiro. A única mudança fica por conta da saída de Gum, que não está inscrito na competição internacional, para a entrada de Renato Chaves no setor defensivo de Reginaldo.

Durante a conversa com os setoristas, o comandante tricolor também revelou as presenças do zagueiro Henrique, recuperado de um estiramento muscular na coxa direita, e do atacante Matheus Alessandro, que, no final, havia sofrido uma pancada na região lombar, como opções no banco de reservas. Por outro lado, Robinho, com uma fissura no pé direito, só retornará aos gramados no ano que vem.

Dessa forma, o Tricolor das Laranjeiras irá a campo tendo a seguinte escalação: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas e Junior Sornoza; Gustavo Scarpa, Marcos Júnior e Henrique Dourado.

Enquanto o grupo trabalhava dentro de campo, fora dele, a atração ficou por conta da presença do ídolo Deco, ex-jogador do Fluminense de 2010 a 2013, conquistando dois Brasileiros e um Estadual do Rio.

O ex-meia e, agora, empresário estava acompanhado do gerente-executivo de futebol Alexandre Torres. Ao final do treino, também conversou com o centroavante e artilheiro do time, Henrique Dourado.

Liberados em seguida, os jogadores se apresentam em um hotel na zona sul do Rio no dia do jogo para almoçar e só se dirigem ao Maracanã horas antes do início do confronto.

Expectativa

Como, na ida, perdeu por 1 a 0, o Fluminense, para conseguir uma vaga nas semifinais da Sul-Americana, terá que derrotar o Flamengo por, pelo menos, dois gols de diferença ou até pela diferença mínima, desde que balance as redes adversárias duas ou mais vezes. Caso devolva o resultado anterior, precisará buscar a classificação nos tiros livres da marca de pênalti.

Quem avançar no Fla-Flu, enfrentará o vencedor do duelo entre o Sport de Recife e o Junior Barranquilla, da Colômbia. #PaixãoPorFutebol