Mesmo sem balançar as redes, Matheus Alessandro [VIDEO] foi considerado o destaque dos 2 a 0 sobre a Ponte Preta na tarde deste sábado, no Maracanã, resultado que garantiu a permanência do #Fluminense na Série A do #Campeonato Brasileiro na próxima temporada. Em entrevista coletiva após a partida, válida pela 36ª rodada, o técnico Abel Braga elogiou o jovem atacante e aventou a hipótese de escalá-lo como titular no compromisso de sábado, às 17h (de Brasília), novamente no Maracanã, diante do Sport-PE.

"Vai ter chance. Assim como o Calazans (contundido) talvez tivesse, se continuasse na equipe. O Alessandro tem correspondido.

É leve, folgado. Quem sabe a gente não comece com ele no sábado. Há essa possibilidade", resumiu o comandante tricolor.

Depois de brilhar na Taça das Favelas, torneio de futebol amador das comunidades carentes do Rio de Janeiro, Matheus Alessandro desembarcou nas Laranjeiras há quatro anos. Devido à política de investimentos reduzida imposta pela atual diretoria, foi alçado ao profissional do Fluminense, em 2017. Começou a receber oportunidades, mas virou uma espécie de xodó da torcida ao marcar o gol que garantiu a vitória de 2 a 1 em cima do Botafogo, no Nilton Santos, também pelo Brasileirão.

Ao vencer a Ponte Preta, o Fluminense, além de assegurar a sua permanência na Série A, mantém as esperanças de carimbar, para 2018, uma vaga em um torneio internacional. Com 46 pontos, o Tricolor está na 14ª posição, uma abaixo dos que estarão na próxima Copa Sul-Americana.

Além do apoio e da festa pela permanência, protestos da torcida contra a gestão Pedro Abad

Nem tudo foi festa no Maracanã. Além do apoio irrestrito ao time dirigido por Abel Braga e a festa pelo fim do drama de mais um rebaixamento, a torcida do Fluminense [VIDEO] não escondeu o seu descontentamento com o momento vivido no futebol profissional. Insatisfeitos, os quase 20 mil presentes entoaram vários cânticos contra o presidente Pedro Abad e a Flusócio, maior grupo representativo da situação do clube.

Acompanhando a partida no camarote do estádio, o mandatário não teve contato com os jornalistas, assim como qualquer outro membro da diretoria.

Na terça, às 16h (de Brasília), no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, haverá a reapresentação do elenco. A expectativa, porém, é que Abel Braga [VIDEO] só comece a indicar a escalação do Fluminense a partir do treinamento da próxima quinta. #PaixãoPorFutebol