As ondas de acusações [VIDEO] de assédio sexual têm crescido bastante após os escândalos envolvendo o grande produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, quando pelo menos 13 mulheres o acusaram de agressões sexuais e até estupro. As atrizes citaram o fato de Harvey usar sua posição para chantagear seus possíveis alvos. Infelizmente o fato em questão parece não se prender somente ao mundo do cinema, pois também veio à tona no mundo do esporte.

Dessa vez o escândalo envolve o ex-comandante da Fifa, #Sepp Blatter, que comandou o órgão máximo do futebol por 7 anos e hoje está afastado do mundo esportivo. Blatter é acusado por #Hope Solo de assédio sexual.

A goleira americana o acusa de ter apalpado sua bunda em premiação da Fifa em 2013. "Sepp Blatter agarrou minha bunda, foi há alguns anos na cerimônia da Bola de Ouro, pouco antes de eu entrar no palco", disse Solo ao jornal português Expresso. A goleira é um um grande nome do futebol feminino, pelo qual já foi campeã mundial e duas vezes medalhista de ouro. Tudo isso só dá continuidade à crescente onda de acusações de assédio sexual no mundo dos famosos.

Ao se pronunciar sobre a acusação, Sepp Blatter considerou "ridícula e absurda" a acusação de Solo. "Essa acusação é ridícula, é absurda", disse Blatter à AFP. O suíço foi afastado de qualquer atividade ligada ao futebol pela Fifa por 6 anos, mas parece que esse afastamento não o impedirá de ver o jogos da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, já que recebeu um convite do presidente russo, Vladimir Putin.

Os melhores vídeos do dia

Blatter foi afastado após ter recebido acusações de corrupção, envolvendo em um pagamento controverso com Michel Platini. O pagamento foi equivalente a cerca de dois milhões de francos suíços (1,8 milhão de euros).

As acusações de Hope Solo foram reveladas [VIDEO] em sua passagem por Lisboa, onde caracterizou esse tipo de comportamento como "frequente". A jogadora fala que isso está fora de controle e que precisa mudar. A atleta ainda destacou o fato desses acontecimentos não ocorrerem somente entre homens brancos com poder, quando citou os assédios praticados por alguns médicos a outras jogadoras.

Ao tratar o assunto como "frequente" [VIDEO] no meio esportivo, Hope Solo espera que por meio de sua denúncia, outras atletas que tenham passado por situações semelhantes possam se encorajar e trazer seus fatos à tona. Outros casos de assédio no esporte foram relatados pelas ginastas McKayla Maroney e Aly Raisman, que denunciaram o médico da seleção de abuso sexual. #Abusos