O #Corinthians venceu o Fluminense, por 3 a 1, nesta quarta-feira (15), em partida válida pela 35ª rodada do #Campeonato Brasileiro e sagrou-se campeão nacional pela sétima vez em sua história.

Detalhe impressionante

O Fluminense abriu o placar no início da partida, com o zagueiro Henrique, e segurou o placar por todo o primeiro tempo, dando mostras de que o título corintiano seria bastante difícil de ser conquistado na noite.

No segundo tempo, porém, o Corinthians impressionou pela forma arrasadora com que entrou em campo. Em três minutos da segunda etapa, o alvinegro já estava à frente no placar, com dois gols do atacante Jô. [VIDEO]

Quando tudo parecia definido, o time comandado por Fábio Carille ratificou a conquista com o terceiro gol.

Jadson, que entrou no segundo tempo e melhorou a equipe, foi o autor do gol.

A torcida corintiana [VIDEO], que mais uma vez lotou a Arena de Itaquera, passou a comemorar o título e acendeu sinalizadores que impediram o reinício da partida por alguns minutos.

Quando a bola voltou a rolar, a torcida só esperou os momentos finais da partida para comemorar o segundo título do ano para a equipe que era apontada como a quarta força do estado de São Paulo no início da temporada.

Danilo em campo

Em meio à festa, Fábio Carille colocou Danilo em campo após o terceiro gol alvinegro. O jogador não atuava há quase um ano, devido a uma contusão. Na volta, foi ovacionado.

A entrada do jogador representou um recorde para o Timão: pela primeira vez um jogador de 38 anos entrou em campo defendendo as cores da equipe do Parque São Jorge.

A ironia é que Danilo substituiu Jô, que foi o jogador mais jovem a entrar em campo defendendo a camisa do Corinthians em toda a sua história.

Sete vezes

O Corinthians foi Campeão Brasileiro pela primeira vez tardiamente, apenas em 1990, quando derrotou o São Paulo na grande decisão mesmo tendo um time bastante inferior ao adversário.

A segunda conquista veio oito anos depois, contra o Cruzeiro, e o terceiro título já foi no ano seguinte, em 1999, sobre o Atlético-MG. Ambas as taças foram erguidas no Estádio do Morumbi.

O quarto título, em meio a escândalos de arbitragem, foi o mais polêmico, em 2005, quando jogos foram remarcados e o Timão acabou favorecido com isso. Na Era Tite, o Timão ergueu a taça nacional em 2011 e em 2015.

Agora com Carille, aprendiz de Tite, o Corinthians chega à sua sétima conquista e se consolida como um dos maiores campeões brasileiros em toda a história. #Corinthians campeão