O Corinthians venceu o Fluminense, por 3 a 1, nesta quarta-feira (15), em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro e sagrou-se campeão nacional pela sétima vez em sua história.

Detalhe impressionante

O Fluminense abriu o placar no início da partida, com o zagueiro Henrique, e segurou o placar por todo o primeiro tempo, dando mostras de que o título corintiano seria bastante difícil de ser conquistado na noite.

No segundo tempo, porém, o Corinthians impressionou pela forma arrasadora com que entrou em campo. Em três minutos da segunda etapa, o alvinegro já estava à frente no placar, com dois gols do atacante Jô.

Quando tudo parecia definido, o time comandado por Fábio Carille ratificou a conquista com o terceiro gol. Jadson, que entrou no segundo tempo e melhorou a equipe, foi o autor do gol.

A torcida corintiana, que mais uma vez lotou a Arena de Itaquera, passou a comemorar o título e acendeu sinalizadores que impediram o reinício da partida por alguns minutos.

Quando a bola voltou a rolar, a torcida só esperou os momentos finais da partida para comemorar o segundo título do ano para a equipe que era apontada como a quarta força do estado de São Paulo no início da temporada.

Danilo em campo

Em meio à festa, Fábio Carille colocou Danilo em campo após o terceiro gol alvinegro. O jogador não atuava há quase um ano, devido a uma contusão. Na volta, foi ovacionado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corinthians

A entrada do jogador representou um recorde para o Timão: pela primeira vez um jogador de 38 anos entrou em campo defendendo as cores da equipe do Parque São Jorge.

A ironia é que Danilo substituiu Jô, que foi o jogador mais jovem a entrar em campo defendendo a camisa do Corinthians em toda a sua história.

Sete vezes

O Corinthians foi Campeão Brasileiro pela primeira vez tardiamente, apenas em 1990, quando derrotou o São Paulo na grande decisão mesmo tendo um time bastante inferior ao adversário.

A segunda conquista veio oito anos depois, contra o Cruzeiro, e o terceiro título já foi no ano seguinte, em 1999, sobre o Atlético-MG. Ambas as taças foram erguidas no Estádio do Morumbi.

O quarto título, em meio a escândalos de arbitragem, foi o mais polêmico, em 2005, quando jogos foram remarcados e o Timão acabou favorecido com isso. Na Era Tite, o Timão ergueu a taça nacional em 2011 e em 2015.

Agora com Carille, aprendiz de Tite, o Corinthians chega à sua sétima conquista e se consolida como um dos maiores campeões brasileiros em toda a história.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo