Nesta segunda-feira (27), familiares do triatleta Genílson Santos [VIDEO], de 48 anos, deram entrevista em que demonstravam esperança de encontrá-lo com vida. O atleta desapareceu no domingo (26), durante disputa do Ironman Brasil, em Fortaleza (CE). Mesclando corrida, ciclismo e Natação, Genílson desapareceu nesta última etapa.

O chip do atleta acusou sua entrada na água [VIDEO], no momento em que todos os competidores entraram no mar para dar início a um percurso de 1,9 km de natação, mas não acusaram a saída dele, nem a retirada da bicicleta na etapa seguinte.

Na tarde desta segunda-feira, a pior notícia foi dada para a família do Triatleta.

O Corpo de Bombeiros encontrou o corpo de Genílson Santos. Gabriela Lima, filha do atleta, reconheceu o corpo do pai.

Buscas

O Corpo de Bombeiros e a Marinha iniciaram as buscas assim que receberam a informação de que o triatleta não havia saído da água. No domingo, foram três buscas sem nenhum sucesso. Nesta segunda-feira, as buscas foram intensificadas.

O raio de ação dos que procuravam Genílson foi de 35km, partindo da Praia da Formosa, onde Genílson desapareceu, até a Praia do Cumbuco, na cidade de Caucaia, a 35 km de distância da capital cearense. O corpo foi encontrado o bairro Moura Brasil, em Fortaleza.

No momento em que Genílson entrou na água e desapareceu, nenhum dos mais de 80 pessoas que trabalhavam na prova auxiliando os competidores notaram nada de errado. Depois de 24 horas de buscas, o corpo foi encontrado.

De acordo com o coronel Marcos Costa, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), o corpo emergiu em uma área próximo às pedras.

O bombeiro na motoaquática (conhecida popularmente como jet sky) do Corpo de Bombeiros viu o momento exato em que o corpo de Genílson Santos emergiu no mar de Fortaleza.

Motivo da morte

A causa da morte de Genílson Santos ainda não foi divulgada. Obviamente, ele morreu afogado, mas por ser um competidor experiente, provavelmente há alguma causa que levou ao afogamento.

Desde uma simples câimbra, que pode impedir o nadador de se movimentar, passando por congestão e chegando a algum problema no coração podem ter causado o afogamento do atleta. O corpo será analisado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Fortaleza e o laudo da necropsia deve ser divulgado nos próximos dias.

Só assim se saberá com certeza o motivo da morte de Genílson Santos. A família ainda não informou horário e local do velório e enterro do corpo do triatleta.