Não será dessa vez que os fãs de Anderson Silva irão vê-lo atuar em uma #luta principal do #UFC. Ele que estava escalado para no dia 25 de novembro lutar no evento principal do UFC Xangai [VIDEO], não poderá lutar mais. O brasileiro recebeu a notificação da Agência Antidoping dos EUA, responsável pelo controle das substâncias proibidas do Ultimate, por uma falha no exame antidoping realizado em períodos antes de competição. Razão pela qual Anderson foi suspenso preventivamente, até que a entidade possa investigar o caso.

Não foi revelado ainda que substância apareceu no exame. Anderson Silva ainda não fez nenhum pronunciamento oficial sobre o ocorrido.

Esta é a quarta vez que ele é pego em exame antidoping. Ele lutaria contra Kelvin Gastelum no UFC Xangai.

Não é a primeira vez

Pela quarta vez na carreira Anderson Silva caiu no exame, todos foram nos últimos três anos. No ano de 2015, num período de um mês, por três vezes ele foi flagrado. Neste mesmo ano, ele sofreu suspensão de doze meses, e teve anulada sua vitória sobre Nick Diaz.

Pela segunda vez, a luta entre Anderson Silva e Kelvin Gastelum [VIDEO] é cancelada por causa de exame antidoping positivo. Eles deveriam ter lutado no mês de junho deste ano, UFC212 no Rio de Janeiro. Na ocasião, foi Gastelum que foi suspenso por ter sido flagrado por uso de maconha em exame realizado no dia da luta contra Vitor Belfort, em Fortaleza. Ele sofreu suspensão de três meses. Quando ele voltou a lutar em julho, foi derrotado por Chris Weidman no UFC Long Island.

Estas constantes quedas em exames, tem atrasado, e muito, a carreira de Anderson Silva, que já se aproxima do final. O lutador tem 42 anos, e desde a derrota para Chris Weidman não conseguiu repetir as grandes performances que o levou a se tornar o grande ídolo e nome do UFC.

Pode ser que pelo fato do "Spider" ser reincidente este exame possa tornar um caso agravante. Em sua primeira audiência, ele alegou o uso de estimulante que estava contaminado, levando a resultados positivos de androsterona e drostanolona.

Depois de sua suspensão, ele só conseguiu vencer Derek Brunson. Perdeu para Michael Bispin e Daniel Cormier. Em 2017, ele foi testado por doze vezes pela USADA.

Pode ser que desta vez a punição seja menor do que a primeira, quando ele ficou um ano suspenso do UFC. Os fãs têm enviado tweets incentivando Anderson, torcendo para que tudo seja resolvido e que ele volte a lutar o quanto antes. #AndersonSilva