A elite do Futebol brasileiro já sabe quais serão os quatro novos integrantes para a temporada de 2018. A rodada deste sábado da Série B definiu os dois últimos classificados: Ceará e Paraná. Agora, eles se juntam ao América-MG e ao Inter, que já haviam garantido a classificação nas rodadas anteriores.

O América-MG foi o primeiro a sentir o gosto da classificação matemática à primeira divisão. O Coelho, que caiu em 2016, acreditou na manutenção da comissão técnica comandada por Enderson Moreira e colheu os frutos do trabalho a longo prazo.

Publicidade
Publicidade

O time mineiro não apenas foi o primeiro a subir, quando ganhou do Figueirense por 2x1 fora de casa há duas rodadas, como também lidera a competição com 70 pontos.

Já o Inter, que foi o segundo time a firmar vaga, decepcionou e gerou ansiedade ao seu torcedor nessa reta final de competição. Antes líder, o time gaúcho patinou em três jogos seguidos em casa - Ceará, CRB e Vila Nova - e só foi garantir de vez o acesso na última terça-feira, ao empatar com o Oeste fora de casa pelo placar de 0x0.

Publicidade

Nesse intervalo de tempo, o técnico Guto Ferreira foi demitido e deu lugar ao interino Odair Hellmann, que é auxiliar fixo do clube.

Neste sábado, Ceará e Paraná também foram beneficiados pela surpreendente derrota do Oeste, que estava postulando uma vaga no G4 até o início da rodada. O time paulista perdeu por 1x0 fora de casa para o ABC, já rebaixado, e sepultou completamente suas chances de acesso.

Paraná volta depois de 10 anos

Por conta desse resultado paralelo, a vitória do Paraná por 1x0 diante do CRB, em Alagoas, se tornou emblemática para os paranistas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Ela garantiu o acesso do clube e quebrou uma sequência de 10 anos fora da Série A. Nas últimas temporadas, o Paraná Clube havia se habituado a disputar a Série B.

O técnico paranista Matheus Costa demonstrou estar bastante emocionado na coletiva de imprensa depois da vitória sobre o CRB. Ele disse ter dificuldade em encontrar palavras para resumir o momento na carreira.

"Mesmo com todos os obstáculos que tivemos pelo caminho, nós mantivemos o nosso trabalho diário e o objetivo em cima daquilo que a gente queria.

Não temos palavras para definir esse momento. Queria muito agradecer ao nosso torcedor, que desde o primeiro momento acreditou e nos apoiou", comentou o treinador.

Em 2018, o Paraná vai se juntar aos seus dois maiores rivais na Série A: Atlético-PR e Coritiba. O Coxa até chegou a flertar com o rebaixamento e "morar" no Z4 durante o Brasileirão, mas se recuperou nas últimas rodadas e agora respira mais aliviado, sendo o 14° com 43 pontos, quatro a mais que o primeiro time hoje rebaixado, a Ponte Preta.

Publicidade

Ceará jogou já sabendo do acesso

No caso do Ceará, o jogo em Santa Catarina contra o Criciúma neste sábado foi apenas para cumprir a tabela. Por conta dos resultados anteriores da rodada, o time nordestino entrou em campo no estádio Heriberto Hülse já com o acesso em mãos e empatou em 1x1 o duelo que até poderia perder.

Esse foi o terceiro acesso da história do Ceará, que faz com que o estado viva um momento esportivo muito especial. O Fortaleza, por exemplo, também conquistou uma subida de nível ao pular da C para a B neste ano.

Publicidade

No ano que vem, o Leão do Pici será treinado pelo ex-goleiro e treinador do São Paulo, Rogério Ceni.

Com os quatro times que sobem à A já definidos e os quatro que caem à C também - Náutico, Santa Cruz, ABC e Luverdense -, a última rodada da Série B de 2017 reserva apenas a disputa de quem fica com o título. O América-MG recebe o CRB em casa e fica com a taça se vencer, já que tem 70 pontos contra 68 do vice-líder Inter, que precisa vencer o Guarani no Beira-Rio e torcer por um tropeço do Coelho no duelo no Independência, em Belo Horizonte.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo