A elite do Futebol brasileiro já sabe quais serão os quatro novos integrantes para a temporada de 2018. A rodada deste sábado da Série B definiu os dois últimos classificados: Ceará e Paraná. Agora, eles se juntam ao América-MG e ao Inter, que já haviam garantido a classificação nas rodadas anteriores.

O América-MG foi o primeiro a sentir o gosto da classificação matemática à primeira divisão [VIDEO]. O Coelho, que caiu em 2016, acreditou na manutenção da comissão técnica comandada por Enderson Moreira e colheu os frutos do trabalho a longo prazo. O time mineiro não apenas foi o primeiro a subir, quando ganhou do Figueirense por 2x1 fora de casa há duas rodadas, como também lidera a competição com 70 pontos.

Já o Inter, que foi o segundo time a firmar vaga, decepcionou e gerou ansiedade ao seu torcedor nessa reta final de competição. Antes líder, o time gaúcho patinou em três jogos seguidos em casa - Ceará, CRB e Vila Nova - e só foi garantir de vez o acesso na última terça-feira, ao empatar com o Oeste fora de casa pelo placar de 0x0. Nesse intervalo de tempo, o técnico Guto Ferreira foi demitido e deu lugar ao interino Odair Hellmann, que é auxiliar fixo do clube.

Neste sábado, Ceará e Paraná também foram beneficiados pela surpreendente derrota do Oeste, que estava postulando uma vaga no G4 até o início da rodada. O time paulista perdeu por 1x0 fora de casa para o ABC, já rebaixado, e sepultou completamente suas chances de acesso.

Paraná volta depois de 10 anos

Por conta desse resultado paralelo, a vitória do Paraná por 1x0 diante do CRB, em Alagoas, se tornou emblemática para os paranistas.

Os melhores vídeos do dia

Ela garantiu o acesso do clube e quebrou uma sequência de 10 anos fora da Série A. Nas últimas temporadas, o Paraná Clube havia se habituado a disputar a Série B.

O técnico paranista Matheus Costa demonstrou estar bastante emocionado na coletiva de imprensa depois da vitória sobre o CRB. Ele disse ter dificuldade em encontrar palavras para resumir o momento na carreira.

"Mesmo com todos os obstáculos que tivemos pelo caminho, nós mantivemos o nosso trabalho diário e o objetivo em cima daquilo que a gente queria. Não temos palavras para definir esse momento. Queria muito agradecer ao nosso torcedor, que desde o primeiro momento acreditou e nos apoiou", comentou o treinador.

Em 2018, o Paraná vai se juntar aos seus dois maiores rivais na Série A: Atlético-PR e Coritiba. O Coxa até chegou a flertar com o rebaixamento e "morar" no Z4 durante o Brasileirão, mas se recuperou nas últimas rodadas e agora respira mais aliviado, sendo o 14° com 43 pontos, quatro a mais que o primeiro time hoje rebaixado, a Ponte Preta.

Ceará jogou já sabendo do acesso

No caso do Ceará, o jogo em Santa Catarina contra o Criciúma neste sábado foi apenas para cumprir a tabela. Por conta dos resultados anteriores da rodada, o time nordestino entrou em campo no estádio Heriberto Hülse já com o acesso em mãos e empatou em 1x1 o duelo que até poderia perder.

Esse foi o terceiro acesso da história do Ceará, que faz com que o estado viva um momento esportivo muito especial. O Fortaleza, por exemplo, também conquistou uma subida de nível ao pular da C para a B neste ano. No ano que vem, o Leão do Pici será treinado pelo ex-goleiro e treinador do São Paulo, Rogério Ceni.

Com os quatro times que sobem à A já definidos e os quatro que caem à C também - Náutico, Santa Cruz, ABC e Luverdense -, a última rodada da Série B de 2017 reserva apenas a disputa de quem fica com o título. O América-MG recebe o CRB em casa e fica com a taça se vencer, já que tem 70 pontos contra 68 do vice-líder Inter, que precisa vencer o Guarani no Beira-Rio e torcer por um tropeço do Coelho no duelo no Independência, em Belo Horizonte.