Atualmente, o Clube de Regatas Flamengo sofre pressão de sua imensa e apaixonada torcida por possuir um elenco caro no Futebol, mas que, infelizmente, não vem atendendo às expectativas dos torcedores e dos próprios membros que trabalham no clube.

O atual elenco conseguiu apenas o título carioca neste ano, depois de três anos sem conquistá-lo, vencendo os dois jogos da decisão, nos quais enfrentou o Fluminense. Vale ressaltar que foi o 34º título carioca, é o maior vencedor do certame e foi de forma invicta. Mas é muito pouco para sua exigente torcida, lembrando que, em seu plantel, a folha salarial é uma das maiores do Brasil.

Nem a heróica e suada classificação para a Sul-americana, derrotando o tricolor das Laranjeiras - tornando-se então o seu grande freguês no ano - amenizou a ira da torcida. Nas redes sociais, os torcedores rubro-negros enalteceram a classificação, com a simbólica imagem do volante William Arão, brandindo sua camisa como se fosse uma segunda pele e, aos gritos, como um general que volta vitorioso de uma batalha, declarava "isso é Flamengo"!

Mas ainda é muito pouco para os rubro-negros.

O preparo físico dos atletas foi recentemente posto em questão, devido ao fato de que a equipe não mantém a mesma pegada nos noventa minutos de uma partida. Os reservas também não possuem o mesmo nível dos titulares, principalmente no setor defensivo, comprometendo diretamente e influenciando nos maus resultados.

Na maioria das gerações de jogadores que defenderam o Flamengo, quase todas foram compostas por atletas que pareciam torcedores que desciam das arquibancadas – ou gerais, nos tempos românticos – e entravam em campo para decidir as partidas colocando a raça acima da técnica. Isso não está faltando à atual equipe, nem mesmo a técnica. A questão levantada é o que pode estar faltando.

Elenco e técnico

O Flamengo possui jogadores que já defenderam a Seleção Brasileira, atuando sempre num alto nível, como o zagueiro Juan, o defensor Réver, o recém-contratado goleiro Diego Alves e o camisa dez Diego. Vinícius Júnior e Lucas Paquetá são jogadores que vieram da base e atuam com personalidade de veteranos, mas esquentam o banco de reservas. William Arão e o atacante Éverton são cotados para vestirem a amarelinha da Seleção. O centroavante Paolo Guerrero [VIDEO], um dos grandes atacantes na atualidade do futebol brasileiro, passa por altos e baixos, sem conseguir ser regular nas partidas.

Agora, enfrenta um infeliz processo de doping, e foi suspenso por um mês pela Fifa, sem poder atual na repescagem das eliminatórias de seu país, o Peru, e sem poder ajudar sua equipe nas últimas rodadas do Brasileirão.

O técnico colombiano Reinaldo Rueda tem passagens marcantes na Seleção Colombiana, alcançando o terceiro lugar dessa categoria no Mundial Sub-20 2003. Realizou a proeza de classificar Seleção Equatoriana para a Copa do Mundo 2014. Classificou a Seleção Hondurenha para a Copa do Mundo 2010. Não pode ser classificado como um técnico incompetente. Mas também não está acertando como montar, como substituir as peças, como fazer do grande elenco rubro-negro uma equipe vencedora, levantadora de taças.

Na atual tabela do Campeonato Brasileiro, o clube da Gávea é o segundo melhor carioca do Brasil, logo atrás do Botafogo, e amargando a sétima colocação.

E isso, para sua imensa e apaixonada torcida, é muito pouco.