O Fluminense realizou, na tarde da última sexta, o seu primeiro treinamento, visando o compromisso de segunda, às 17h (de Brasília), no Maracanã, diante da Ponte Preta, válido pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Se vencer, o Tricolor, atualmente no 15º lugar com 43 pontos, afasta qualquer possibilidade de rebaixamento para a Série B. Artilheiro da equipe e vice da competição até o momento, marcando 17 gols, Henrique Dourado, em entrevista concedida no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, não escondeu o seu descontentamento diante da situação da equipe das Laranjeiras.

Publicidade
Publicidade

Segundo o camisa 9, a filosofia precisa ser modificada no ano que vem.

"Para 2018, em primeiro lugar o pensamento tem que ser diferente. Um clube como o Fluminense não pode ter pensamento de time de meio de tabela. Já tem que começar daí: planejamento. Quando uma equipe consegue se planejar tem tudo para fazer um calendário muito bom", declarou o Ceifador, lembrando que nem os problemas atravessados ao longo dessa temporada podem servir de desculpas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

"Esse ano também tivemos algumas lesões, alguns problemas. Mas acredito que o principal é planejamento. Espero que sirva de lição e, sem dúvida, eles (dirigentes) vão utilizar esse aprendizado para que (2018) seja diferente", finalizou o centroavante.

O discurso de mudança já havia sido adotado por Abel Braga. Após a derrota de 3 a 1 para o Corinthians na noite de quarta passada, em São Paulo, o treinador reconheceu jamais ter enfrentado tantas dificuldades para realizar o seu trabalho e que, ao final da temporada, irá se reunir com o presidente Pedro Abad e os demais membros do departamento de futebol com o intuito de fazer uma avaliação e buscar corrigir os erros.

Publicidade

"Nunca tive um trabalho tão difícil na minha vida. Quando acabar a temporada nós vamos sentar, avaliar o trabalho... É necessário rever muitas coisas", desabafou o comandante, alvo de cobiça de grandes clubes do futebol nacional, casos de Palmeiras e Internacional.

Neste sábado, o elenco volta a trabalhar no CT Pedro Antônio. Em relação ao último jogo, o Fluminense deverá contar com os retornos do zagueiro Renato Chaves e do lateral-esquerdo Marlon, que cumpriram suspensão, além do volante Douglas, poupado por conta de uma artrite crônica.

Já o atacante Wellington Silva, novamente envolvido com dores na região pubiana, não tem presença assegurada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo