Com um poder econômico gigantesco, talvez o maior da América do Sul, o Palmeiras é apelidado como o "Real Madrid das Américas", mas mesmo assim não conseguiu cumprir seus objetivos de ser campeão do continente e também do Mundo, até porque a situação econômica do Verdão se equipara com alguns pequenos clubes da Europa, o que é muito para uma equipe sul-americana.

O patrocínio da Crefisa e FAM (Faculdade das Américas) auxiliaram para que a diretoria do Alviverde paulista montasse um superelenco em 2016 [VIDEO], mas, como o clube teve de enfrentar alguns problemas com treinadores, a maioria dos atletas contratados não foi utilizada e, por esse fato, não deu resultado ao clube.

Agora, com o técnico Roger Machado, a diretoria do Palmeiras faz as coisas mais certas, até porque está criando um planejamento para a temporada de 2018 e consulta o novo comandante da equipe para executar novas contratações, tanto que Roger já chegou a pedir a vinda do meia-armador Lucas Lima.

Mas um reforço altamente galáctico pode chegar ao Palmeiras no ano de 2018, pois o objetivo é de executar uma contratação bombástica para que o clube tenha uma grande repercussão internacional e também consiga reforçar o seu elenco para o ano que vem. Mario Balotelli é um italiano que já foi a principal estrela da seleção e, atualmente, quando é convocado fica no banco de reservas, pois com diversos problemas de comportamentos, o atacante acabou perdendo espaço no futebol e acabou indo do Milan parar no Nice.

Hoje é o camisa nove do clube francês, mas ainda vive baixa no futebol europeu. O jogador chegou a ser um dos jogadores mais caros do mundo, mas com 27 anos acabou sendo protagonista de uma das maiores desvalorização de um jogador jovem no futebol europeu.

Em busca de recuperar o bom futebol e o destaque internacional, ao levar um time da América do Sul ao título da Copa Libertadores da América e Copa Mundial de Clubes [VIDEO], o atleta se reascenderia e também seria muito bom para o Palmeiras, pois todos iriam querer ver o atacante italiano se destacando nas Américas.

Um dos problemas para do time vai ser o custo do jogador, mas com o patrocínio da Crefisa tudo pode ser mais fácil. Foi oferecido um salário de R$ 1 milhão por mês ao atleta. Agora resta aos empresários do jogador analisarem a proposta e decidir se ele vem atuar ou não no futebol sul-americano. O Palmeiras aguarda que a resposta do jogador venha antes do fim do ano.