O Palmeiras perdeu para o Vitória por 3 a 1 em Salvador e praticamente deu adeus ao título do Campeonato Brasileiro. A distância para o rival Corinthians, que venceu o Atlético Paranaense fora de casa, aumentou para onze pontos restando apenas cinco rodadas. Ou seja, praticamente impossível de alcançar.

Alguns jogadores foram muito criticados pela torcida após o apito final nas redes sociais. O lateral esquerdo Egídio, por exemplo, sofre pressão desde que perdeu o último pênalti contra o Barcelona do Equador no Allianz Parque e colocou ponto final na participação palmeirense na Copa Libertadores.

Publicidade
Publicidade

Zé Roberto, reserva direto, não tem mais a mesma vitalidade de antes para assumir a posição.

O zagueiro Juninho foi outro jogador que recebeu severas críticas. No segundo gol do time de Salvador, o zagueiro chegou atrasado e não conseguiu tirar a bola. O goleiro Fernando Prass também teve seu nome citado por abrir o ângulo em todas as bolas.

O técnico Alberto Valentim promoveu a entrada do jovem Fernando no time titular e também foi alvo de críticas.

Publicidade

Palmeirenses afirmaram que não era hora para se lançar um jogador da base, principalmente com o time perdendo e jogando mal da forma que estava ontem.

Reforços

Já pensando em 2018, a diretoria já analisa reforços pontuais para algumas posições. Um lateral, um meia e um goleiro são as prioridades para o próximo ano que se inicia daqui praticamente dois meses.

De acordo com o site do Terra, o goleiro Weverton, do Atlético Paranaense, está na lista de reforços do Palmeiras.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Ele já pode assinar um pré-contrato no final do mês de novembro e defender outro clube a partir de janeiro. Com 29 anos, o Palmeiras teria a opção de um goleiro mais jovem e com mais vitalidade.

Diogo Barbosa, lateral-esquerdo do Cruzeiro, sagrou-se Campeão da Copa do Brasil com o time mineiro e abriu os olhos de várias equipes do Brasil e do exterior. Se o Cruzeiro não exercer o direito de compra até o final do mês, abre a possibilidade de negociação.

O atleta pertence ao Coimbra, clube-empresa do banco BMG e que visa lucro nas negociações.

O meia Lucas Lima tem a situação mais bem encaminhada. O empresário do jogador é o pai do atacante Neymar, que já disse para pessoas próximas que ele não seguirá na Vila Belmiro. No entanto o meia ainda aguarda proposta dos grandes centros do Futebol europeu, coisa que não deve acontecer. O jogador não atravessa uma boa fase e nem mostra futebol que justifique tal investimento.

Publicidade

Alexandre Mattos, executivo de futebol, garantiu que só vai conversar com o atleta quando finalizar o vínculo dele com o Santos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo