Apesar da família de Michael Schumacher ser bem contida quando o assunto diz respeito ao seu estado de saúde atual, parece que o ex-piloto de Fórmula 1, finalmente, depois de 4 anos, tem começado a apresentas melhoras significativas em seu estado de saúde.

Tratamento

O tratamento de Michael Schumacher [VIDEO] vem sendo realizado na casa em que vive com a família na Suíça desde 2014, quando deixou o hospital após um longo tratamento iniciado no ano de 2013, após a tragédia. O famoso tabloide britânico The Sun anunciou que os familiares do heptacampeão alemão gastam, em média, 135 mil euros (R$ 530 mil) a cada semana de tratamento desde o acidente nos Alpes.

O valor gasto mensal chega a custar 540 mil euros (R$ 2,12 milhões), e inclui despesas com médicos, enfermeiros, cuidadores, além de toda infraestrutura hospitalar e medicamentos. O acidente ocorreu no ano de 2013 durante as férias da família de Michael na estação de esqui Merebel, nos Alpes Suíços.

O ex-piloto tentava resgatar a filha de um amigo quando se distraiu com suas botas e perdeu o controle, invadindo uma pista perigosa de neve virgem e com muitas pedras, não aconselhada para a prática do esporte.

Sinais de melhora

Amigos da família, que se manteve praticamente calada por todo esse tempo, informaram recentemente a imprensa internacional que Schumacher segue dando sinais de recuperação e que estes são cada vez mais presentes em sua rotina. Uma dessas fontes também informou que Michael ainda não pode andar e nem se mexer.

O piloto brasileiro Felipe Massa, que foi colega de equipe de Schumacher quando corriam pela Ferrari, comentou recentemente numa entrevista que concedeu ao canal esportivo SporTV [VIDEO] que continua tendo contato com a família Schumacher. Ele se negou a passar informações sobre o estado de saúde do amigo, em respeito a decisão da esposa do ex-piloto, Corinna.

Ela prefere manter o caso longe dos holofotes e com a maior privacidade possível que condiz com o estilo de vida que seu marido levou durante toda carreira.

Dívidas acumuladas?

Além do estado de saúde crítico, as finanças do ex-piloto também parecem ir de mal a pior. A informação foi divulgada pelo jornal britânico The Mirror, que também noticiou a venda de diversos bens adquiridos por Schumacher durante sua carreira na Fórmula 1.

Dentre os bens vendidos para sanar algumas dívidas referentes ao tratamento de Michael estão um avião a jato e uma residência na Noruega.