Nessa terça-feira (14), um caso de corrupção chegou até mesmo à Rede Globo [VIDEO]. O canal é acusado de pagar propina para ter direitos de transmissão da Copa do Mundo da Rússia. A emissora nega, mas diz que vai investigar a situação como questão de "honra". O posicionamento foi lido, inclusive, no ‘’Jornal Nacional’’.

Um dos nomes envolvidos no esquema, Alejandro Delhon, que teria recebido parte do dinheiro da corrupção, não vai poder ajudar a esclarecer se as acusações são verdade ou mentira. Isso porque ele foi encontrado morto. O seu corpo foi achado na noite desta terça, em sua casa, na Argentina. [VIDEO]

Delatado em esquema da Globo teria cometido o suicídio, diz polícia

As primeiras informações dão conta que o argentino teria se jogado misteriosamente na frente de um trem, que passava na região em alta velocidade.

Ele havia sido citado em uma audiência sobre corrupção horas antes do Tribunal Federal do Brooklyn, em Nova York, nos Estados Unidos.

Alejandro era advogado e um nome importante para conseguir esclarecer como o esquema teria acontecido. Aos 52 anos, sua morte tem causado polêmica, especialmente nas redes sociais e por envolver nomes tão sérios e também canais midiáticos de todo o planeta. Além da Globo, na delação, empresas como a Fox Sports também foram citadas. Todas elas negam participação no pagamento de propina.

Propinas envolviam também série B do futebol argentino

Delhon foi acusado por Alejandro Burzaco, executivo envolvido em casos de propinas envolvendo o futebol sul-americano, de, juntamente com Julio Grondona (ex-presidente da AFA) e Pablo Paladino (coordenador de Futebol), receber propinas, assim como outros altos executivos de Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), a fim de ajudar facilitando a conseguir os direitos da transmissão da FIFA (Federação Internacional de Futebol).

A exibição da Copa do Mundo é um dos momentos altos no cronograma das grandes emissoras. Delhon ficou durante três anos em um programa que existia para cuidar da facilitação das transmissões do futebol na Argentina. Além da Copa do Mundo, as partidas do campeonato de primeira e segunda divisões da Argentina também seriam alvos do esquema.

O caso continua sendo investigado, mesmo a polícia dizendo claramente que tem dados que mostram que tudo o que aconteceu teria sido suicídio.

Previna-se contra o suicídio. Contra pensamentos tristes, no Brasil, existe o trabalho do Centro de Valorização da Vida, o CVV. A entidade atende pessoas de todo o território nacional de maneira gratuita. O telefone para entrar em contato é o 141.