Nesta quinta-feira (23), o famoso atacante Robinho, do Clube Atlético Mineiro, recebeu a condenação de nove anos de prisão na Itália sob acusação de violência sexual, de acordo com a agência Ansa. A acusação é devido a um caso que aconteceu em uma boate de Milão no inicio do ano de 2013. Na ocasião, o jogador jogava pelo Milan.

Segundo o jornal "Corriere dello Sport", durante um jantar em Milão, o jogador Robinho conheceu a mulher em questão em janeiro de 2013.

Publicidade
Publicidade

Na época, o jogador estava acompanhados por amigos e a esposa. Segundo foi informado, o crime de estupro foi cometido nessa mesma noite. No entanto, a denúncia só foi registrada meses depois.

Os investigadores ouviram o depoimento da vítima. No ano seguinte, a promotoria ouviu Robinho. O Ministério Público solicitou a prisão do atleta, mas a magistrada Alessandra Simion indeferiu o pedido de custódia por crer que na falta de motivo do ocorrido, também por não ter risco de reincidência, nem de fuga ou de supressão de provas.

Publicidade

Robinho fez a divulgação de uma nota na época negando ter cometido o crime. O jogador também citou, nessa mesma nota, o caso do abuso de uma mulher ocorrido em Londres, na Inglaterra. O atacante foi detido em 2009, quando atuava no Manchester City. Ele foi solto após ter pagado a fiança. Após analisarem o caso, os investigadores resolveram que nenhuma ação devia ser tomada porque a denúncia era falsa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Futebol

Desse jeito, o Robinho foi inocentado.

Robinho se pronunciou dizendo que lamenta esse episódio sem fundamento, exatamente agora que passa por uma boa fase pessoal, profissional e familiar. Quanto ao caso de Londres, Robinho afirma que foi acusado de forma mentirosa e leviana, pois, depois do término da investigação policial, foi concluído que ele era inocente, e a autora responde processo pelo crime de falsa acusação e calúnia.

Robinho conta que, embora esteja revoltado, também está amparado por Deus e pela família. O jogador finaliza agradecendo a todos que sabem de sua índole, que ele jamais cometeria tal ato.

Atualmente Robinho esta jogando no Atlético Mineiro, mas seu futuro está incerto. Conforme o portal de noticias UOL, o Santos tem interesse no retorno jogador, mas na condição de redução de salário, que gira em torno dos R$ 800 mil.

Publicidade

Veja o vídeo que Robinho chegou a divulgar em 2014, no canal do Santos, classificando a acusação de “triste e mentirosa”, além de ameaçar de processo a imprensa da Itália por ter publicado informações “mentirosas”:

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo