Os últimos dias têm sido agitados para o goleiro Alex Muralha. No domingo, ele falhou nos dois gols do Santos e foi pivô da derrota do Flamengo em casa por 2x1, pelo Brasileirão. Como já vinha com um histórico de falhas recentes, o arqueiro convive com uma forte pressão e pode ser barrado para o jogo da quinta-feira, quando o Fla encara o Junior Barranquila, da Colômbia, pelo jogo de volta da semifinal da Sul-Americana.

Muralha, aliás, teve em dúvida sua própria presença entre os relacionados na delegação. No entanto, a comissão técnica decidiu levá-lo assim como mais dois goleiros: César, que vem de um longo período sem jogos oficiais, e Thiago.

O treinador Reinaldo Rueda deverá escolher um deles para salvar a meta do Flamengo, que joga pelo empate na Colômbia depois de ter vencido em casa por 2x1 na semana passada.

Antes do embarque no Galeão, nesta terça-feira, Muralha foi xingado por um grupo de torcedores. Ao ouvir as reclamações, ele parou e encarou os rubro-negros. Alguns seguranças contratados pelo Flamengo e policiais militares faziam a escolta dos jogadores e não houve um princípio de contato físico.

Pela parte da manhã, antes do deslocamento ao aeroporto, Muralha foi visto em um longo período de conversa com o gerente de futebol rubro-negro, Mozer, e com o preparador de goleiros Victor Hugo. A tendência nesse momento é que ele não jogue na quinta-feira.

Na coletiva de imprensa logo após a derrota para o Santos, no domingo, Rueda [VIDEO] evitou cravar quem jogaria na quinta-feira e disse que precisava de tempo para analisar os fatos antes de tomar a decisão.

Ao mesmo tempo, não bancou Muralha como titular, o que abre margem para a interpretação de mudança no gol.

Alex Muralha [VIDEO] já vem sendo contestado ao longo de toda a temporada. As críticas ganharam ainda mais força após a participação na final da Copa do Brasil, vencida nos pênaltis pelo Cruzeiro, no Mineirão. Na ocasião, Muralha pulou para o mesmo lado em todas as cobranças cruzeirenses e não defendeu nenhuma bola. Como Diego perdeu sua cobrança, o caminho ficou livre para o time de Minas Gerais ficar com a taça e a vaga à Libertadores - coisa que o Flamengo ainda percorre.

Além do problema no gol, Rueda tem mais duas ausências garantidas para o duelo em Barranquilla. O meia Everton, titular habitual da equipe, e o zagueiro Rafael Vaz, machucados, estão fora do confronto que pode dar uma vaga à final da Sul-Americana aos cariocas.