O Palmeiras teve o ano mais frustrante dentre todas as outras equipes brasileiras, pois o clube foi o que mais investiu na temporada, trazendo os jogadores de maior destaque da América do Sul. Entretanto, o clube tinha ganhado a Copa do Brasil, em 2015, e o Campeonato Brasileiro, em 2016, mas neste ano, mesmo sendo a temporada mais investida, não levou nenhum caneco para casa.

Um dos pontos negativos do Verdão nesta temporada foi as frequentes trocas de treinadores. A equipe começou o ano com Eduardo Baptista no comando. Após ele não conseguir êxito, foi anunciado o retorno de Cuca. Agora, no final de temporada, foi o auxiliar técnico Alberto Valentim que assumiu interinamente o comando.

Valentim chegou a ser unanimidade entre os torcedores e também nos bastidores do clube para ser efetivado ao cargo de treinador e continuar comandando o Palmeiras em 2018. Porém, como o objetivo do Alviverde paulista era tirar o título brasileiro do Corinthians, somente uma reta final de temporada sem derrotas manteria o auxiliar técnico no cargo.

Escorregões

Valentim começou a sua jornada como treinador muito bem, mas, em alguns momentos específicos, como na derrota por 3 a 2 para o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, a equipe teve escorregões [VIDEO], colocando em dúvida a permanência do interino no comando. A diretoria do Palmeiras deixou Alberto Valentim ser técnico até o final da temporada, mas já sabendo que não iria continuar, mesmo com boa parte dos torcedores querendo sua permanência.

Antes do final da temporada, a diretoria alviverde já anunciou a contratação de Roger Machado para 2018.

Demissão

Alberto Valentim foi demitido do Palmeiras na terça-feira (5). Após a decisão, o ex-auxiliar técnico do clube revelou que estava conversando com a diretoria para continuar na equipe, na função de auxiliar, afirmando que gostaria de ter continuado e se surpreendeu [VIDEO] com a demissão.

Muitos pensavam que Valentim queria sair para seguir a carreira de treinador, mas, segundo ele, gostaria de ficar, por se tratar do Palmeiras, e até mesmo abriria mão da carreira de treinador para continuar como auxiliar técnico, ressaltando que não faria isso no clube.

Mas o que surpreendeu foi que, mesmo com as conversas quase encerradas para Valentim continuar no clube, a diretoria do Palmeiras o demitiu. Segundo Valentim, ele ficou surpreendido, mas não ofendido, pois sabe que o Palmeiras fez o melhor por ele.