Com certeza Fábio Carille [VIDEO], no início do ano, não estava em pauta na cabeça de muitos corinthianos, porém, foi “chamado” para ser técnico realmente depois de a diretoria tapar o “sol com a peneira” por muita das vezes.

E não é que ele se superou? Um dos aspectos que procurou melhorar foi seu entendimento quanto ao sistema defensivo e a partir do declínio da moda dos supertimes da temporada, como Flamengo, Atlético-MG e Palmeiras, foi intitulado como quarta força, devido a um elenco limitado de certa forma.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Corinthians

O Começo de Fábio Carille até ser o melhor técnico do Brasil

Começou devagar, sem badalação, como o nome Corinthians deveria receber independentemente da equipe que estava em mãos, e foi aos poucos conquistando a fiel torcida.

Muitos achavam que Carille não ia durar devido a pouca experiência como técnico. Logo o tempo foi passando e perdurando com uma sequência incrível que passou no Campeonato Paulista sendo campeão.

A quarta força declarada desde então conquistou o Brasileirão fazendo o melhor primeiro turno da história dos campeonatos brasileiros já disputados em pontos corridos. Ser campeão praticamente era questão de tempo. O Corinthians, portanto, se acomodou de tal forma que perdeu 8 partidas, antes mesmo das primeiras derrotas ainda mantinha uma invencibilidade de 34 jogos.

Responsável por recuperar jogadores como Jô, artilheiro da competição junto com Henrique Dourado, do Fluminense, chegou desgastado de uma fama nada adequada perante a qualquer jogador: baladeiro, 'cachaceiro' e entre outros adjetivos nada agradáveis.

Os melhores vídeos do dia

Marquinhos Gabriel também foi outro recuperado por Carille. Importante em vários jogos decisivos como do Vasco, em São Januário.

Vários outros jogadores foram extremamente importantes como Pablo, Jadson, Gabriel e os oriundos do chamados terrão como Guilherme Arana e Pedrinho, da base corinthiana, que, com ajuda de Osmar Loss, fez um time compactado para que pudesse chegar tão alto onde conseguiu chegar.

Fábio Carille surpreendeu de tal forma que, apenas um treinador foi campeão logo no seu primeiro ano de carreira, fato alcançado por Carlos Alberto Silva, que comandava desde então o Guarani nos tempos de 1978. Ganhou merecidamente o prêmio Telê Santana.

Novos desafios serão novamente provados com a Libertadores. Além de tentar manter a base para o ano que vem, que por conseguinte terá como prova maior tentar chegar ao bicampeonato da Aérica, para mostrar o porquê deve continuar treinando o Corinthians da maneira como ocorreu no ano de 2017. O respaldo da diretoria e da torcida ao longo do ano foi extremamente necessário para provar que deve continuar dirigindo um time com a grandeza do Corinthians.