O torcedor gremista já não encontra mais unhas para descontar todo o seu nervosismo visando o jogo deste sábado. Exatos 22 depois, o clube volta a disputar uma final de Mundial - desta vez no remodelado torneio da Fifa, que incorporou times de outros continentes fora América do Sul e Europa a partir de 2004. Em 1995, na sua última participação, o tricolor gaúcho caiu nos pênaltis diante do Ajax, da Holanda.

Pela frente, o Grêmio terá o imponente Real Madrid e a grande fase de Cristiano Ronaldo, que recentemente se tornou cinco vezes eleito Bola de Ouro, igualando-se a Messi. Nesta sexta-feira, véspera do confronto em Abu Dhabi, o técnico gremista Renato Gaúcho concedeu sua coletiva de imprensa e reconheceu o favoritismo do time espanhol, mas garantiu que o Grêmio vai lutar pelo sonho do bi.

"O Real Madrid é o favorito por tudo o que representa dentro do futebol mundial. A gente sabe disso e sabe de toda a qualidade dos jogadores deles. Mas o Grêmio não veio aqui para passear. Nós vamos honrar nossa camisa durante o jogo. Vamos suar. O Real quer o título, mas nós também queremos. Faremos de tudo para que o Grêmio se torne campeão mundial", pregou Renato.

Por outro lado, Zinedine Zidane, ainda na quarta-feira - na coletiva após a vitória apertada na semifinal por 2x1 sobre o Al-Jazira - foi sincero e admitiu que não tinha muito conhecimento sobre o Grêmio [VIDEO] e sobre o Brasileirão. Porém, reconheceu que o clube gaúcho mereceu chegar à final. Assim como os espanhóis, os tricolores sofreram na fase semifinal e ganharam do Pachuca, do México, apenas na prorrogação por 1x0, com gol do atacante Everton.

Com relação ao time que pode ser escalado, Renato não divulgou a equipe e deve manter a mesma estrutura que iniciou contra o Pachuca. Por estar entrando bem no time desde a reta final da Libertadores, o atacante Jael pode ser uma surpresa. Ele entraria no lugar de Lucas Barrios, que não vive um grande momento.

A tendência é que o Grêmio enfrente o Real Madrid com Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Walter Kannemann, Bruno Cortez; Jaílson, Michel, Ramiro, Fernandinho, Luan; Barrios. O Real Madrid, por sua vez, terá de maneira inédita nesta temporada todo o elenco à disposição. Não há problemas de lesões no time de Zidane antes da final contra os gaúchos. O zagueiro Sergio Ramos, por exemplo, volta ao time.

Renato foi melhor que CR7?

Ao longo de todo ano, Renato Gaúcho repetiu mais de uma vez que foi um jogador melhor que Cristiano Ronaldo. Para justificar a opinião, o comandante gremista se amparava no fato de que jogava em outra época, em gramados ruins, com salários menores e que atrasavam, além de não contar com os companheiros que CR7 [VIDEO] tem atualmente em Madrid.

Nesta sexta, Renato manteve a opinião ao mesmo tempo que fez muitos elogios ao atacante português. O técnico elogiou o constante desejo de CR7 em quebrar os seus próprios recordes.

"Eu mantenho sim a minha opinão. E por isso que admiro ele. É um grande campeão, que sempre procura quebrar os próprios recordes. É também muito generoso fora das quatro linhas, o que eu admiro. Mas é muito fácil vocês, que não me viram jogar, elogiar o Cristiano Ronaldo. Mas assim. Para vocês saberem mesmo teriam que perguntar para pessoas que me viram jogar profissionalmente", considerou Renato.

Contra o Grêmio, o Real Madrid buscará o hexa do mundial e o bicampeonato consecutivo. Em 2016, na prorrogação, os merengues venceram o Kashima Antlers, do Japão. O Real já havia vencido em 2014, sobre o San Lorenzo, da Argentina, na final. Já o Grêmio tenta a sua segunda conquista. Em 1983, na antiga Copa Intercontinental, venceu o Hamburgo, da Alemanha.