O Palmeiras já contratou três reforços para 2018: o meia Lucas Lima, ex-Santos, o lateral Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro, e o zagueiro Emerson Santos, ex-Botafogo-RJ. O goleiro Weverton, do Atlético Paranaense, está muito perto de ser anunciado como o mais novo defensor alviverde. O Palmeiras aceitou pagar R$ 2 milhões de forma parcelada. Assim o time paranaense definiu liberar o goleiro antes da hora, já que seu contrato terminava somente em maio.

A diretoria ainda busca alguns nomes para fechar o elenco. O lateral Rafinha, do Bayern de Munique, ainda está no radar palmeirense, mesmo sendo considerada uma negociação muito difícil.

O time alemão não quer que o atleta saia e uma reunião na próxima semana pode definir uma nova proposta tentadora. Se o jogador de fato quiser jogar no Brasil, as conversas ficarão abertas e o Palmeiras sai na frente.

O grande trunfo alviverde é Alexandre Mattos, executivo de Futebol. Considerado um dos melhores profissionais do Brasil no segmento, Mattos coloca na mesa todos os prós de defender o Palmeiras. O Centro de Treinamento reformado e toda a estrutura, além da condição financeira firme que atravessa o Palmeiras, são pontos a favor para bater o martelo por qualquer nome.

E Gustavo Scarpa?

O negócio com o meia Gustavo Scarpa estava praticamente fechado. O Fluminense aceitou os nomes que o Palmeiras iria mandar. O problema [VIDEO] maior agora é que o atacante Roger Guedes não quer jogar no time carioca.

Guedes quer seguir no Palmeiras ou ir para o exterior.

Outro agravante é que dois grandes clubes da Europa querem o jogador. Segundo o UOL Esporte, a Lazio (Itália) e o Fehnerbaçe [VIDEO] (Turquia) entraram forte para levar o garoto de 23 anos. Scarpa estava em Hortolândia, interior de São Paulo, recebendo título da Câmara Municipal. Ele aproveitou para se reunir com membros da OTB Sports, empresa que gerencia a sua carreira. Conversou e não deixou nada certo.

O Palmeiras está forçando o negócio e está disposto a melhorar os valores e os jogadores. A única negativa alviverde foi mandar Alejandro Guerra para os cariocas. Na visão da diretoria palestrina, Guerra ainda tem muito o que mostrar e evoluir vestindo a camisa alviverde. Destaque da Copa Libertadores da América do ano passado, o atleta deve receber mais chances e ter um olhar mais apurado de Roger Machado, novo técnico.

A situação com Scarpa deve ser resolvida na próxima semana. Será que ele vestirá verde?