O Palmeiras [VIDEO] teve um fim de ano bastante melancólico. Depois de fortes investimentos e nenhum título, o clube alviverde encerrou a temporada levando três gols do Atlético Paranaense. Em campo, o Verdão nada produziu e causou fúria nos torcedores que estavam na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), nesse domingo (3).

Nas redes sociais, o palmeirense não perdoou o técnico Alberto Valentim. Com a famosa linha defensiva alta, Valentim [VIDEO] deixou a zaga exposta e o time novamente tomou três gols. E foram três gols fáceis e sem maiores dificuldades.

Muito criticado, Valentim tem reunião com a diretoria para definir seus rumos.

Com propostas de Sport-PE e clubes da Série B, o ex-treinador deve retomar sua vaga como auxiliar e ajudar Roger Machado na construção do elenco. Existe uma pequena chance do auxiliar ser demitido pelos resultados conquistados no Campeonato Brasileiro.

Reforços

Por enquanto, Machado tem três nomes confirmados: Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro, Lucas Lima, ex-Santos, e Emerson Santos, ex-Botafogo-RJ. O atual treinador começa a pré-temporada com esses três atletas no grupo. De acordo com informações de bastidores, o #Palmeiras não vai priorizar nenhum tipo de competição.

Entra na temporada já em busca do Campeonato Paulista. A última conquista palmeirense nesse torneio foi há dez anos, em 2008, sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Na época, o meia Valdívia era um dos grandes destaques do Alviverde, assim como Denilson que, hoje, é comentarista de #Futebol na Bandeirantes.

De volta!

São Paulo e Bahia empataram em 1 a 1, no Morumbi. O time baiano ceifou a possibilidade do Tricolor paulista participar da próxima edição da Copa Libertadores da América. O jogo no estádio do rival do Palmeiras trouxe uma confirmação para a torcida: o meia Allione disse que vai se reapresentar com o grupo na Academia de Futebol.

Allione teve seu nome citado por Roger Machado, que deseja ter mais uma opção ofensiva rápida. Apesar de ser meio-campista, o argentino atua mais perto da área adversária.

Chegou em 2014 e nunca teve grandes chances no time titular. Em 2015, passou por algumas lesões difíceis e atuou em 28 jogos, marcando apenas dois gols e não promovendo grandes assistências. Sem utilidade após a contratação de vários reforços, o meia foi emprestado para o Bahia.

Em Salvador, Allione conquistou a titularidade e foi bem na maioria das vezes que foi acionado, chamando a atenção do atual treinador do Palmeiras. O contrato de Allione vai até o fim de 2019. #Mercado da bola