O Palmeiras teve um fim de ano bastante melancólico. Depois de fortes investimentos e nenhum título, o clube alviverde encerrou a temporada levando três gols do Atlético Paranaense. Em campo, o Verdão nada produziu e causou fúria nos torcedores que estavam na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), nesse domingo (3).

Publicidade
Publicidade

Nas redes sociais, o palmeirense não perdoou o técnico Alberto Valentim. Com a famosa linha defensiva alta, Valentim deixou a zaga exposta e o time novamente tomou três gols. E foram três gols fáceis e sem maiores dificuldades.

Muito criticado, Valentim tem reunião com a diretoria para definir seus rumos. Com propostas de Sport-PE e clubes da Série B, o ex-treinador deve retomar sua vaga como auxiliar e ajudar Roger Machado na construção do elenco. Existe uma pequena chance do auxiliar ser demitido pelos resultados conquistados no Campeonato Brasileiro.

Jogador foi aprovado por Machado
Jogador foi aprovado por Machado

Reforços

Por enquanto, Machado tem três nomes confirmados: Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro, Lucas Lima, ex-Santos, e Emerson Santos, ex-Botafogo-RJ. O atual treinador começa a pré-temporada com esses três atletas no grupo. De acordo com informações de bastidores, o Palmeiras não vai priorizar nenhum tipo de competição.

Entra na temporada já em busca do Campeonato Paulista. A última conquista palmeirense nesse torneio foi há dez anos, em 2008, sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Na época, o meia Valdívia era um dos grandes destaques do Alviverde, assim como Denilson que, hoje, é comentarista de Futebol na Bandeirantes.

Publicidade

De volta!

São Paulo e Bahia empataram em 1 a 1, no Morumbi. O time baiano ceifou a possibilidade do Tricolor paulista participar da próxima edição da Copa Libertadores da América. O jogo no estádio do rival do Palmeiras trouxe uma confirmação para a torcida: o meia Allione disse que vai se reapresentar com o grupo na Academia de Futebol.

Allione teve seu nome citado por Roger Machado, que deseja ter mais uma opção ofensiva rápida. Apesar de ser meio-campista, o argentino atua mais perto da área adversária.

Chegou em 2014 e nunca teve grandes chances no time titular. Em 2015, passou por algumas lesões difíceis e atuou em 28 jogos, marcando apenas dois gols e não promovendo grandes assistências. Sem utilidade após a contratação de vários reforços, o meia foi emprestado para o Bahia.

Em Salvador, Allione conquistou a titularidade e foi bem na maioria das vezes que foi acionado, chamando a atenção do atual treinador do Palmeiras. O contrato de Allione vai até o fim de 2019.

Publicidade

Leia tudo