O Palmeiras já planeja a temporada de 2018. Depois de encerrar participação no Campeonato Brasileiro com derrota por 3 a 0 para o Atlético Paranaense, o Verdão já sabe como vai ficar o elenco para a próxima temporada.

Reforços já chegaram: Lucas Lima, Emerson Santos e Diogo Barbosa. E vem mais por aí. De acordo com informações de bastidores e confirmado por empresário, Pablo, ex-Corinthians, já conversa sobre valores e contrato. É um zagueiro experiente que pode chegar e ser titular.

Lista de dispensa

Além dos reforços, o Palmeiras precisa diminuir a quantidade de jogadores. Zé Roberto se aposentou e não faz mais parte dos planos do time, vai atuar na diretoria como assessor técnico. Vai ser o elo de ligação entre os atletas e a diretoria do clube.

Egídio, fortemente criticado pela torcida por conta de suas fracas atuações, voltou para o Cruzeiro.

Erik, Roger Guedes e Fabiano são os próximos que devem deixar o Palmeiras.

Erik interesse ao Goiás, que pretende tê-lo somente por empréstimo. Roger Guedes ainda não recebeu propostas, mas deve ser oferecido para outros clubes. Fabiano também não tem propostas diretas, somente sondagens.

Vão ficar!

O Palmeiras tem o retorno de alguns jogadores. Pelo menos três deles serão reaproveitados no elenco principal: os laterais João Pedro e Victor Luís, além do atacante Artur. João Pedro teve passagem pela Chapecoense e se lesionou, voltando há pouco tempo para o campo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Victor Luís, titular absoluto do Botafogo-RJ, volta para tentar assumir a titularidade na equipe de Roger Machado. Artur, que defendeu o Londrina, fez uma belíssima temporada e chamou a atenção da diretoria. Se não for usado, deve ser vendido para o exterior, pelo menos.

Briga entre patrocinadora e ex-presidente

Leila Pereira, presidente da Crefisa, atual patrocinadora do Palmeiras, rompeu ligação com o ex-presidente Mustafá Contursi.

Seu padrinho político, como ela mesma se referia à Contursi, foi envolvido em esquema de venda de ingressos e está prestando esclarecimentos para o Ministério Público.

Leila tem atacado Mustafá publicamente, coisa que nenhum dirigente do Palmeiras já fez. A empresária garante que criou-se um mito muito forte em volta do nome de Contursi e que ele 'não é tudo isso'. Mustafá tem discutido forte com correlegionários para responder Leila, mas ainda não pensou como fazer a réplica.

Pode ser que, em janeiro, Mustafá conceda entrevista para algum canal de TV rebatendo as acusações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo