O Palmeiras atua de maneira forte no Mercado da bola. Lucas Lima, Emerson Santos, Diogo Barbosa e o goleiro Weverton são os confirmados do Verdão para 2018. Os quatro reforços chegaram pelo bolso do próprio clube e não tiveram injeção financeira da Crefisa e da Faculdade das Américas, atuais parceiros do clube paulista.

Roger Machado, novo técnico do clube, estuda de perto as possibilidades. Tanto ele quanto Alexandre Mattos, diretor de Futebol do clube, não estão de férias e trabalham diariamente na montagem do elenco que disputará os títulos da próxima temporada. Alguns nomes para chegar estão na lista, assim como os nomes para deixar o Palmeiras.

Por enquanto o atacante Erik, o lateral Egídio e o volante Arouca já foram negociados. O atacante Leandro foi vendido de forma definitiva para o futebol japonês e não retorna mais para o Brasil.

Negócio melou

Alexandre Mattos se encontrou pessoalmente com Bernard, o ex-atacante da Seleção Brasileira e atual atacante do Shaktar Donetsk. O jogador levantou a possibilidade de voltar para o Brasil e tentar cavar uma vaga na seleção de Tite que irá disputar a Copa do Mundo na Rússia a partir de junho de 2018.

O teor da conversa não foi revelado, mas Mattos saiu animado. No entanto, nessa segunda-feira (18), o sonho caiu por terra: Bernard aceitou proposta dos chineses e vai defender o Hebei Fortune na próxima temporada. O valor da transação? Quase R$ 40 milhões. O valor foi considerado impossível de cobrir por parte do Palmeiras e o negócio foi confirmado com os asiáticos.

E Gustavo Scarpa?

Em entrevista para o canal de TV Fox Sports, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, não colocou fim nas conversas, mas considerou [VIDEO] a transação bem difícil de acontecer. O Palmeiras propôs alguns atletas defenderem o Fluminense na troca pelo meia, mas o atacante Roger Guedes negou sua ida para o Rio de Janeiro. A negativa [VIDEO] do jogador foi primordial para o negócio ser congelado e paralisado. Ele era o principal pedido do time carioca para compor o elenco para a próxima temporada. Sem Guedes, nada feito.

O atacante sabe que não terá oportunidades no clube paulista e tem forçado ida para o exterior. Mas o grande problema é que não existem propostas de fora do país por ele, exigindo do empresário mais empenho para tentar cavar uma vaga em algum clube. No Brasil, Guedes disse para pessoas próximas que só defende o Palmeiras.

A situação com Scarpa segue aberta, mas sem data para finalizar.