Mais um ex-jogador de futebol terá que se entender com a Justiça por conta de atraso de pagamento de pensão alimentícia. Depois de Edílson ter sido detido na Bahia, alguns meses atrás, outro ex-jogador do Corinthians e também do Palmeiras [VIDEO] acabou preso por esta mesma razão. O ex-lateral Rogério, que ficou marcado por ter sido vítima das pedaladas do então santista Robinho [VIDEO], na decisão do Campeonato Brasileiro de 2002, foi preso na madrugada desta quinta-feira (14), na Rodovia Castelo Branco, na cidade de Avaré, no Interior de São Paulo.

O ex-atleta, de 41 anos, que apesar da ótima carreira e dos títulos que conquistou, será sempre lembrado pelos dribles que levou dentro da área e acabou cometendo o pênalti naquela decisão, já estava sendo procurado pela Polícia em razão de uma dívida de mais de 600 mil reais.

De acordo com o portal G1, essa dívida refere-se ao período entre dezembro de 2012 e julho do ano passado. O processo contra ele está na Vara de Família do Fórum de Campinas

Ele seguia para São Paulo após participar de um jogo beneficente na cidade de Ourinhos, onde curiosamente também participou Edílson, que como já citado passou por situação semelhante em pelo menos três ocasiões. O ex-jogador estava acompanhado da atual esposa quando teve que parar em uma blitz na altura do quilômetro 248, onde ele acabou sendo preso por constar como procurado. Um boletim de ocorrência foi registrado como “captura de procurado”. Ele aguarda transferência, mas pode ser liberado, caso a dívida seja quitada.

Por ironias da vida, o protagonista do lance que marcou a carreira do jogador também está atualmente com problemas, bem mais graves com a Justiça italiana.

Acusado de estupro, Robinho foi condenado à prisão na Itália e isso tem criado até dificuldades para ele arrumar um novo clube no Brasil, uma vez que não jogará mais pelo Atlético Mineiro.

Carreira

Atuando como lateral-direito, Rogério começou a carreira jogando no União São João de Araras, mesmo time onde começou o lateral-esquerdo Roberto Carlos, e assim como o ex-jogador do Real Madrid, ganhou projeção vestindo a camisa do Palmeiras, onde foi campeão da Copa Libertadores em 1999. Depois foi para o Corinthians, onde foi campeão paulista em 2003, meses após o polêmico lance com Robinho. Ele ainda jogou por Sporting de Portugal, São Caetano, Fluminense e Grêmio Osasco. Seu último clube foi o Barra da Tijuca, em 2013.