Parece que a diretoria do Flamengo terá que tocar em outras bandas se quiser um novo atacante [VIDEO]para substituir o suspenso Paolo Guerrero na próxima temporada. No início desta semana circulou a informação, primeiramente veiculada pela Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, de que o Rubro-Negro havia sondado a contratação do atacante Fred, atualmente no Atlético Mineiro, mas que fez carreira e história com a camisa do Fluminense, chegando até a disputar a última Copa do Mundo.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Isso tudo o coloca na condição de um dos maiores ídolos do clube, mesmo não estando mais por lá. E ele retribuiu todo esse carinho recusando de imediato a proposta vinda da Gávea e ainda dizendo que no Rio de Janeiro só defende um clube: o Fluminense. [VIDEO]

Apesar da disposição do jogador em vestir uma única camisa no estado, seu retorno, dada a atual condição financeira do clube, está totalmente descartado.

Sem contar com recursos para fazer grandes contratações, o Fluminense ainda deve perder peças importantes de seu elenco, como Wendel, que está sendo negociado com o Paris Saint-Germain, Gustavo Scarpa, que deve ir jogar no Futebol paulista, além de Henrique Dourado, que pode estar trocando de Tricolor e indo reforçar ataque do Grêmio.

Artilheiro do Atlético Mineiro na temporada, Fred tem que cumprir ainda mais um ano de contrato com o clube. Ele chegou ao Galo na metade do ano passado, e desde então jogou 83 partidas e fez 42 gols, média de um gol a cada dois jogos.

A história de Fred no Fluminense começou em maio de 2009, quando descontente no Lyon da França, o jogador acertou sua transferência para o Tricolor. Logo em sua estreia, marcou dois gols na vitória por 3 a 1 frente o Macaé pelo Campeonato Carioca.

Em 2010, mesmo ficando boa parte da competição afastado devido a lesões, foi um dos principais nomes na conquista do Brasileirão daquele ano. Ele voltaria a ser campeão brasileiro dois anos mais tarde.

Com a camisa do time das Laranjeiras, ele disputou 288 partidas e marcou 173 gols. Uma de suas partidas mais memoráveis pelo clube aconteceu em 16 de novembro de 2011, quando marcou nada menos que quatro gols em cima do Grêmio, ajudando o time a vencer o Tricolor Gaúcho por 5 a 4. Sua passagem pelo clube se encerrou de uma maneira que ele não merecia, dando-se após desentendimentos com o então técnico Levir Culpi. No entanto, apesar de não ter havido uma despedida oficial, nenhum entrevero com treinador ou outro jogador do elenco aparará o que ele fez pelo clube.