O argentino Leo Messi foi o protagonista de uma partida que voltou a ver uma face mais cinza de Cristiano Ronaldo. O Real Madrid precisava desesperadamente vencer esse 'Clássico' entre os dois gigantes de Espanha, para poder sonhar com o campeonato. Uma vitória deixaria tudo em aberto e o Real fecharia o ano de 2017 ainda com chances. No entanto, foi com um 3 a 0 que Messi e companhia [VIDEO]sentenciaram o campeonato. Ainda nada está ganho, mas nesse momento, o Barcelona tem 14 pontos de vantagem sobre o Real, apesar de terem mais um jogo.

Mesmo que o Real vença esse jogo que ficou em atraso por causa da copa mundial de clubes, o Barcelona vai continuar destacado lá na frente, a onze pontos e o Real continua em um desolador quarto lugar do Espanhol, ainda atrás de Atlético de Madrid e Valência.

A verdade é que o Barcelona, desde que está sendo treinado por Ernesto Valverde está voando e tudo parece correr bem.

Real tentou novo plano para frear Messi

Zidane até tentou uma estratégia inovadora, tentando marcar homem a homem o Messi, mas correu tudo mal e nem assim ele conseguiu frear a estrela argentina que, uma vez mais, foi o homem da partida. Leo Messi fez isso novamente. O argentino foi a estrela do clássico com um gol, uma assistência e várias jogadas muito perigosas saindo de seus pés. Acabou o ano como o melhor artilheiro de 2017, batendo Cristiano Ronaldo. São 54 contra 53 gols, em 2017, que deixam Messi novamente na frente de Cristiano.

Messi queria ganhar na 'casa' de Cristiano

Como já havia sido noticiado, Messi estava muito entusiasmado com essa partida.

Ele queria ganhar na casa do Real Madrid, para ganhar mais vantagem para o Barcelona, mas também para provar que ele ainda é melhor que Cristiano. E fazer isso em sua casa, na frente de seus torcedores, é o maior prazer que o astro argentino vai retirando do futebol. Nesse sábado, o argentino fez mais um gol no Santiago Bernabéu, que é já o 15º que ele faz no gramado de Madri. Sem dúvida que o argentino reage muito bem a esse estímulo de jogar na casa de seu maior rival.

Ele é o verdadeiro pesadelo de um Real Madrid que não sabe como detê-lo e que continua somando maus resultados, sempre que o argentino entra no seu campo. Na verdade, Zidane até mudou todo o sistema para tentar parar Messi, mas nem assim ele o conseguiu. Zidane preferiu [VIDEO]deixar Cristiano Ronaldo e Benzema mais sozinhos na frente para colocar um homem no meio campo, a vigiar Messi. Kovacic ficou de olho em Messi o tempo todo, mas o croata não conseguiu acompanhar o argentino, nem com ajuda e atenção especial de Casemiro.

Ainda mais que o Barça soube se adaptar bem a isso e com os dois mais preocupados com Messi, eles abriram mais espaço para Rakitic e Paulinho aprontarem. E foi o que eles fizeram com êxito, ajudando a destruir o Real.

Messi dominou o Clássico

Leo Messi conseguiu se adaptar e encontrar seu espaço para fazer estragos. E Cristiano nunca esteve confortável na partida. Das poucas chances que ele teve, ele não conseguiu finalizar bem. No final da história, o Barça deixou claro que ele vai direto para o título do Espanhol e Messi lá acabou revelando a seus amigos no final do jogo aquilo que todos viram nesse sábado: ele vai para sua sexta Bola de Ouro.