Contratado no início desta temporada, mas não sendo muito aproveitado [VIDEO] pelos dois últimos treinadores que passaram pela Vila Belmiro, Levir Culpi e Elano, e ainda vaiado pelos torcedores nas poucas vezes em que esteve em campo, o meia Leandro Donizete não quer deixar a equipe [VIDEO] do #Santos. Pelo menos é o que disse o empresário do jogador em entrevista ao Jornal A Tribuna, de Santos. Porém, o fato de ter um dos maiores salários do elenco, na casa dos 200 mil reais, pesa para a saída do atleta.

“Claro (que ele pretende ficar). Inclusive, mostrar o seu trabalho. Ele não teve sequência de jogos e oportunidades”, afirmou Edson Khodor.

O jogador chegou ao clube em janeiro, vindo do Atlético Mineiro e a pedido do então técnico Dorival Júnior, porém não apresentou bom rendimento e perdeu espaço na equipe. A última vez em que esteve em campo foi em setembro, na fatídica derrota por 1 a 0 para o Barcelona do Equador, resultado que colocou um ponto final na participação do time praiano na Copa Libertadores da América.

Com a saída do treinador, o jogador criou a expectativa de ser mais aproveitado por pelo sucessor, no caso Levir Culpi, porém ele seguiu sem espaço e no meio do ano até mesmo se cogitou sua volta ao time mineiro, porém acabou permanecendo na Vila Belmiro, mas raramente entrando em campo.

Mesmo com todo esse cenário desfavorável, as mudanças pelas quais o Santos irá atravessar nesta virada de ano, incluindo aí mais uma troca de treinador, são fatores que motivam o veterano atleta de 35 anos a quer cumprir seu contrato, que vai até 2019, até o fim.

“A partir de agora, tem um novo treinador”, lembrou Khodor.

Mesmo com a disposição do meia seguir no time, ainda resta saber se ele estará nos planos do novo técnico Jair Ventura. Curiosamente, o jogador pode ser uma peça fundamental para a própria chegada do treinador à Vila Belmiro. Explica-se: sem dinheiro para pagar a multa rescisória estipulada em 800 mil reais, a diretoria do Santos estuda oferecer alguns jogadores como parte ou até mesmo para quitar o débito com o clube carioca, e há possibilidade de Leandro Donizete fazer parte deste pacote.

Recurso negado

O Santos perdeu mais uma batalha da Justiça no imbróglio envolvendo o lateral-esquerdo Zeca. Na última sexta-feira (22), a Justiça do Trabalho negou o recurso do clube para derrubar habeas corpus que liberou o jogador do vínculo com o time e por conta disso ele está liberado para assinar contrato com qualquer outra agremiação. Alegando atrasos no recolhimento do FGTS e também nos direitos de imagem, o jogador havia conseguido a liminar no início deste mês. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola