O Palmeiras está correndo para fechar o elenco que vai disputar os títulos de 2018. Com vaga assegurada na Copa Libertadores da América, o Verdão não quer priorizar nenhuma competição. Já em janeiro, quando estreia no Paulistão, o clube entrará para vencer e com força máxima.

Por não priorizar nenhuma competição, a diretoria palmeirense quer fechar o elenco logo no fim de dezembro. Se conseguir bater esse objetivo, a pré-temporada terá todos os reforços contratados, melhorando consideravelmente o entrosamento entre todos.

Negócio por Scarpa

Cícero Souza, gerente de Futebol do Palmeiras, disse em entrevista que os empresários de Gustavo Scarpa, do Fluminense, entraram em contato oferecendo o jogador. Em nota, a OTB Sports negou que tenha procurado o clube. Cícero pediu desculpas e reafirmou que as empresas buscam primeiro saber a posição do Palmeiras, já que é um clube muito organizado financeiramente e sempre honra seus compromissos em dia.

Em notícias divulgadas por diversos portais, o Fluminense pediu três jogadores para liberar Scarpa: Alejandro Guerra, Hyoran e Roger Guedes. Hyoran e Guedes podem ser liberados com certa facilidade, mas não é o caso quando nos referimos a Alejandro Guerra.

O venezuelano chegou com status de titular absoluto após ser considerado o melhor meia da Libertadores do ano passado. Campeão com o Atlético Nacional, Guerra chegou como o melhor meia das Américas ao Palmeiras, mas ainda não vingou.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Não fez bons jogos e não chamou a atenção. De quebra ainda falhou em clássico contra o Corinthians, o que deixou a torcida meio ressabiada. O que fazer?

A diretoria do Palmeiras ainda acredita que Guerra vai desencantar e, por isso, não quer envolvê-lo em nenhuma negociação. Não envolver Guerra em negócio algum também foi um pedido do novo técnico Roger Machado. O treinador quer tentar uma tática onde Guerra se encaixa e fazer alguns testes.

Caso contrário, ele seria reserva e entraria em caso de necessidade.

Vários clubes procuraram Guerra após o fim do Campeonato Brasileiro. Para pessoas próximas, o jogador confirmou que deseja permanecer no Palmeiras e atuar junto com seu parceiro Miguel Borja. Eles ainda sonham em reeditar a parceria de sucesso que tiveram no time colombiano.

Mais reforços

Além de Scarpa, o Palmeiras quer fechar com Weverton, goleiro do Atlético Paranaense, e Rafinha, do Bayern de Munique.

Ambos os negócios estão caminhando e não tem maiores informações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo