Nesta terça-feira (19), a partir das 20h (horário de Brasília), acontece a cerimônia de premiação do eSport Brasil. Se você não acompanha eSport certamente não conhece Gabriel "Fallen", da SK Gaming, Felipe "Yoda", streamer, e Felipe "brTT", atirador do Flamengo. Os três são finalistas da categoria #Craque da Galera e disputam a preferência do público no Prêmio #eSports Brasil, organizado pelo Grupo Globo e pela Go4it.

Transmissão do evento ao vivo

Os telespectadores fãs de eSports poderão acompanhar a cerimônia de premiação, ao vivo [VIDEO], de qualquer lugar do Brasil. A transmissão começa a partir das 20h (horário de Brasília) e será possível assistir pelo canal eSporTV no Youtube e Twitch TV.

A partir das 21h (horário de Brasília), o canal fechado SporTV 3 também faz a transmissão do evento [VIDEO]. O SporTV.com.br exibe todos os detalhes do evento em tempo real. O aplicativo SporTV Play, para assinantes do Canal Campeão, também transmite.

Premiações

Além da escolha feita pelo público, no Craque da Galera, há também 10 categorias técnicas, cuja votação foi realizada em três fases. Na primeira delas, especialistas escolheram os melhores nomes. Na segunda, o público votou nos seus preferidos. Na terceira, um júri técnico elege os melhores. Essa última etapa terá o resultado conhecido nesta noite.

As categorias são: atleta revelação, personalidade do ano, melhor atleta de CS:GO; melhor atleta de futebol virtual, melhor atleta de outras modalidades, melhor atleta card game, melhor atleta de Raibow Six Siege, melhor atleta de Overwatch, melhor atleta de Dota 2, melhor atleta de League of Legends.

Em cada uma das categorias, há três concorrentes.

Febre nacional

Há uma discussão acerca dos jogos virtuais que é recheada de polêmica e dificilmente se chegará há um censo. Afinal, eSports é esporte ou não? Para muitos, é sim esporte. Para outros, não, não é esporte.

Canais que exibem competições da modalidade, como o SporTV e a ESPN, tratam como esporte. A ESPN, por exemplo, tem um reclame comercial em que afirma que “eSports é esporte”.

Independente de ser considerado ou não como um esporte, o eSports tem movimentado muitas pessoas e, consequentemente, muito dinheiro. O estádio do Palmeiras, em São Paulo, ficou praticamente lotado para a grande final de uma competição virtual.

O Ginásio Mineirinho, em Belo Horizonte, também já recebeu competições de eSports. Os jogadores são famosos, seguidos por milhares de internautas nas redes sociais e recebendo salário de gente grande.

O espaço consolidado na TV fechada agora vai se abrindo também na TV aberta. A Globo, por exemplo, dedica bons minutos do Esporte Espetacular e do Globo Esporte para falar de eSports. #Ao vivo