Líder das assistências no último Campeonato Brasileiro, Gustavo Scarpa esteve muito perto de ser negociado pelo Fluminense [VIDEO] nesse final de 2017. Focados na disputa da Taça Libertadores, Corinthians [VIDEO] e Palmeiras estiveram muito perto de, ao longo da semana, confirmarem o meia do Tricolor como reforço. As duas negociações, porém, esbarraram em um fator imponderado: a recusa de atletas dos times paulistas de se transferirem para as Laranjeiras.

Do lado corintiano, quem não quis vir para o Rio de Janeiro foi o atacante Lucca. Além dele, o lateral-esquerdo Léo Príncipe e o meia Giovanni Augusto seriam envolvidos no troca-troca.

Enquanto isso, o Alviverde Palestra Itália, que também desembolsaria uma quantia financeira, aceitou ceder o zagueiro Juninho, o meia Hyoran e o atacante Roger Guedes, mas o último rechaçou a possibilidade de defender a agremiação carioca.

Com a estagnação de Corinthians e Palmeiras [VIDEO], o São Paulo surge como favorito para adquirir o jogador. O Tricolor Paulista já se propôs pagar mais de R$ 11 milhões, mais os direitos federativos do lateral-direito Buffarini, do lateral-esquerdo Junior Tavares e do meia Lucas Fernandes. Na ocasião, o Fluminense rechaçou tal oferta e pediu o também lateral-esquerdo Reinaldo e o meia peruano Cuévas, algo prontamente negado pela diretoria do clube do Morumbi.

O desejo são-paulino, contudo, não acabou e, inclusive, neste sábado, o novo diretor-executivo Raí, aproveitando uma viagem particular ao Rio, deverá se encontrar com o gerente-geral do Fluminense, Marcelo Teixeira.

Segundo informações de bastidores, o dirigente paulista pode oferecer atletas mais experientes aos cariocas.

Nascido em Campinas, Gustavo Scarpa está no Fluminense desde 2012. Dois anos depois, subiu aos profissionais, firmando-se como o craque do time somente no segundo semestre de 2015, quando Fred, antigo ídolo, rumou para o Atlético-MG. Em 2017, vivia o seu melhor momento nas Laranjeiras até sofrer uma fratura no tornozelo direito nas semifinais da Taça Guanabara, segunda fase do Campeonato Carioca. Voltou depois de cinco meses, mas não repetiu as boas atuações anteriores.

O Fluminense se reapresenta no dia 04 de janeiro. Na manhã seguinte, depois de realizar os tradicionais exames médicos e testes de avaliação física no CT Pedro Antônio, a delegação embarca para a pré-temporada nos Estados Unidos. Em solo norte-americano, enfrenta, no próximo dia 12, o PSV Eindhoven, da Holanda e, três dias depois, o Barcelona de Guayaquil, ambos da Florida Cup. A estreia oficial do Tricolor em 2018 ocorre no dia 18 de janeiro, em Bacaxá, região de Saquarema, contra o Boavista, partida da primeira rodada do Campeonato Carioca.