O Santos não quer terminar o ano [VIDEO] sem um técnico, e para isso planeja anunciar o nome de seu novo comandante até o próximo final de semana. A primeira opção da diretoria é Jair Ventura, que levou o Botafogo até as quartas de final da Copa Libertadores da América neste ano, caindo apenas para o Grêmio, que posteriormente viria a conquistar o título.

As negociações para trazer o botafoguense estão sendo conduzidas pelo presidente eleito José Carlos Peres e o diretor de Futebol Gustavo Vieira. De acordo com informações publicadas pelo portal Globo Esporte, avançaram nas últimas horas.

Ainda de acordo com a reportagem, restam apenas detalhes nas bases salariais, porém a parte mais complicada será a negociação com o Botafogo.

A multa rescisória estipulada pelo clube carioca gira em torno de 800 mil reais. Caso o acordo seja concretizado, junto com ele também virão o auxiliar Emílio Faro e o preparador físico Ednilson Sena.

Fora da próxima Copa Libertadores, muito em razão da queda brusca de rendimento nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, o Botafogo terá redução em seu investimento em 2018, além de estar perdendo peças importantes de seu elenco, como Roger, Victor Luis e Bruno Silva.

Proposta não agrada e atacante deve deixar o Peixe

A novela envolvendo a renovação de contrato do atacante Ricardo Oliveira está perto do fim. Porém o desfecho não será o esperado pelos torcedores do Peixe. Com seu contrato terminando nos próximos dias, o jogador não gostou da proposta oferecida pela diretoria e deve deixar o clube.

“O Ricardo tem esperado um retorno do Santos, mas a tendência parece ser essa”, disse o empresário do jogador Augusto Castro, dando a entender que ele não vestirá mais a camisa alvinegra.

O destino do veterano jogador de 37 anos deverá ser Belo Horizonte, restando saber qual time. Cruzeiro e Atlético Mineiro já teriam demostrado interesse em seu futebol, apesar das negativas quando questionados. O repórter Eric Faria informou no canal por assinatura SporTV que o jogador não ficará na Vila Belmiro.

O presidente Modesto Roma Júnior, cujo mandato termina no último dia deste ano, havia oferecido uma oferta de dois anos de contrato, que não teria agradado o jogador. Já o presidente eleito José Carlos Peres afirmou que só aceitaria a renovação caso ele aceitasse o contrato de um ano.

Ricardo Oliveira iniciou sua segunda passagem pelo Santos em 2015. Cercado de desconfiança, muito em função de seu estado físico, o jogador se descantou logo nos primeiros meses, sendo artilheiro do Campeonato Paulista, o que lhe rendeu uma renovação e posteriormente até convocações para a Seleção Brasileira, na época ainda dirigida por Dunga.