O Palmeiras [VIDEO] está planejando o ano de 2018 e já deu andamento em vários assuntos. Um deles, e o mais importante, foi a escolha do novo treinador. Roger Machado, que passou por Grêmio e Atlético Mineiro, vai comandar o Verdão na próxima temporada.

A escolha, claro, não foi fácil. Maurício Galiotte, presidente do clube, foi muito pressionado para fechar com um comandante mais experiente. Abel Braga, do Fluminense, foi consultado, mas sinalizou com a renovação e a permanência no Rio de Janeiro.

Sem nomes importantes no mercado, Roger teve o perfil estudado e avaliado. Por ser novo e com ideias boas, foi contratado.

A sua passagem marcante pelo Grêmio também foi um dos motivos. Foi Roger quem praticamente montou o elenco que foi Campeão da Copa Libertadores da América neste ano.

Nomes confirmados

Além do novo treinador, o #Palmeiras já fechou com três reforços: Lucas Lima, do Santos, Emerson Santos, do Botafogo-RJ e Diogo Barbosa, do Cruzeiro [VIDEO]. Todos serão apresentados em janeiro e iniciarão a pré-temporada com todo o elenco.

O clube também negocia com outros dois jogadores. O goleiro Weverton, do Atlético Paranaense, está mais próximo de assinar. O time do Paraná, no entanto, quer um jogador e um valor em dinheiro para poder fazer a liberação antecipada. Weverton fica livre para assinar com qualquer clube e sem custos a partir do mês de maio.

Outro nome especulado é Gustavo Scarpa, do Fluminense.

O tricolor carioca quer três jogadores do Palmeiras para liberar o meio campista. Se confirmar a chegada de Scarpa, o Verdão terá três excelentes opções para formar o setor criativo: Lucas Lima, Moisés e Scarpa.

Propostas

Com uma boa quantidade de reforços, o Palmeiras precisa limpar seu elenco. Alguns jogadores já deixaram o clube, como o lateral Egídio e o volante Arouca. Egídio voltou para o Cruzeiro e o volante foi emprestado para o Atlético Mineiro.

Erik, atacante que veio do Goiás por R$ 13 milhões, não vingou. Sem muitas oportunidades, o atacante pouco jogou e será negociado. Dois clubes do Rio de Janeiro fizeram propostas e já brigam de forma oficial pelo reforço. Botafogo-RJ e Vasco fizeram propostas parecidas. O problema maior é que ambos os clubes querem que o Palmeiras pague parte dos salários do jogador, o que torna a situação bastante inviável do ponto de vista financeiro.

Se os times cariocas toparem arcar com o salário completo de Erik, o martelo será batido. #Futebol #Mercado da bola