O Mercado da bola é sempre agitado nesta época do ano. Os clubes buscando peças para reforçar o time, renovações de contrato para ninguém perder jogadores importantes, concorrência a todo vapor por atletas importantes. Essa é a tônica do futebol brasileiro no final de qualquer temporada. Neste clima, certos times precisam correr mais que outros, isso porque disputam um mata-mata de Libertadores logo em janeiro, então precisam formar o elenco em praticamente um mês. São os casos de Vasco e Chapecoense, já confirmados na fase inicial da competição mais importante da América, em 2018.

Nos bastidores, parece claro que o Cruzmaltino vem forte na busca de contratações para a equipe.

Diversos nomes já foram cogitados, como Diego Souza, Gustavo Scarpa e Luan do Atlético-MG, mas os três já foram desmentidos: os dois primeiros pela diretoria do Vasco, e o terceiro pela assessoria do jogador.

Outro jogador que é um desejo da cúpula de futebol cruzmaltina é o do apoiador Raphael Veiga do Palmeiras. Pouco utilizado por lá, pode aparecer em São Januário para a próxima temporada. O Vasco monitora de perto a situação do atleta, que também interessa a outros times do futebol brasileiro.

Final Feliz

Mas de todos esses, quem parece mais perto de um final feliz é o ex-atacante do Corinthians Rildo, que fez o Campeonato Brasileiro pelo Coritiba. Ele é um dos atletas presentes na lista de reforços que o treinador Zé Ricardo passou para a diretoria do Vasco, logo depois do término do Brasileirão.

Segundo o empresário do jogador, as coisas estão bem quentes. "Conversei com o Vasco e a possibilidade é grande", disse o agente Fernando Garcia.

Ainda sobre a negociação, o empresário comentou que a boa relação com o homem forte do futebol cruzmaltino pode fazer toda a diferença nesta situação. ''A minha amizade com Anderson Barros facilita e a Libertadores pesa", disse. Mas fez questão de frisar que ainda ''não tem nada certo''.

Rildo estará livre para acertar com qualquer time, pois o contrato dele com o Coxa acaba agora. Então quem quiser contratá-lo precisa apenas acertar o valor com o jogador. A concorrência é forte, o Bahia também quer o atacante, mas o fato do Vasco jogar a Libertadores pode pesar na decisão.

Leilão

Uma prática desta diretoria do Vasco é não entrar em leilão por atleta nenhum, fará uma proposta e se agradar, acerta com o atacante. Não vai cometer loucuras para contratar jogador algum.