O Vasco [VIDEO] tem algumas posições carentes para 2018 e já está vasculhando o mercado em buscas de opções. Uma das prioridades é a lateral, posição carente, e novamente a solução pode vir do Futebol paulista e a um baixo custo. De acordo com Gilmar Ferreira, o Corinthians pode ceder o lateral-esquerdo Moisés, de apenas 22 anos, ao Cruz-Maltino.

O jogador despontou no futebol atuando pelo Comercial-SP, no Campeonato Paulista de 2015. Mostrando um bom futebol, acabou virando alvo de algumas grandes equipes, dentre elas o Vasco e o Corinthians, mas a equipe paulista fechou com o jovem atleta.

Moisés disputou a atual temporada na equipe paulista.

Mas, com a presença de Guilherme Arana, titular absoluto da posição, teve apenas algumas oportunidades, mas nessas oportunidades não empolgou e deve ser negociado pela equipe paulista. Vale lembrar que em 2016 ele foi emprestado ao Bahia, onde jogou bem e por pouco não acertou a sua permanência no futebol nordestino.

O jogador tem tudo para ser envolvido em algum negócio e tudo indica que pode ser o Vasco da Gama. O atleta chegaria para ser mais uma boa opção ao técnico Zé Ricardo [VIDEO] para a disputa da Libertadores.

O Vasco está com um bom histórico em relação a jogadores oriundos do Corinthians. O último nome foi Jean, atleta sem espaço no Alvinegro, que acabou vindo jogar no Gigante da Colina por empréstimo e se destacou, transformando-se em um dos jogadores mais queridos pelos torcedores e símbolo de raça.

A diretoria tem a intenção de permanecer com o atleta, mas a grande dificuldade é Fábio Carille. O treinador do atual campeão brasileiro pretende contar com o seu futebol e isso pode ser o fim da passagem de Jean pelo Vasco. Mostrando um bom futebol, torna-se muito difícil para a equipe de São Paulo não querer contar com o atleta, já que também não está em uma condição financeira boa para sair contratando outros atletas.

Paulão é outro nome que pode sair. Tornando-se um jogador importante para o grupo e mostrando-se ser um bom zagueiro quando joga, o clube quer a sua permanência. O Internacional é o clube que detém os seus direitos econômicos, mas a parte financeira é um grande dificultador, já que o jogador recebe em torno de 300 mil reais mensais, e o Cruz-Maltino não deseja pagar esse valor, disponibilizando-se a arcar com 50%.

O grupo de 2018 está sendo formado e vários atletas podem sair e, da mesma forma, outros podem chegar e mudar a cara do clube para o ano que vem.