O #Palmeiras é o clube mais rico da América do Sul, tendo, inclusive, uma economia comparada a clubes europeus de pequeno e médio porte, por isso que, tranquilamente, a equipe costuma fazer ofertas para grandes estrelas do futebol mundial, sem medo de receber um não, pois sabe que o poder financeiro do clube muito se equipara aos do velho continente.

Grandes estrelas não viriam ao Palmeiras, não só pelo fator econômico, mas também por causa da visibilidade que um clube brasileiro dá a um atleta, que é muito mais nacional do que internacional. Um atleta que está em atuação no Brasil tem muita visibilidade para a seleção nacional, mas para quem traça conquistar o mundo, dispersa uma vinda ao país tupiniquim [VIDEO].

O grande objetivo do Palmeiras é trazer estrelas para formar um time, que será o "Real Madrid das Américas", o que já era para ter acontecido neste ano, mas o clube acabou por ter um ano de frustrações, sem qualquer conquista executada.

Agora, os conselheiros e dirigentes do Verdão já sentaram em uma mesa, junto ao presidente Maurício Galiotte e a patrocinadora Crefisa, para fazerem um grande acordo. O clube será mais minucioso nas contratações deste ano, apenas buscando #Reforços necessários.

A maior falha do Verdão nesta temporada foi no setor defensivo, e para resolver isso o diretor de futebol Alexandre Mattos foi até a Europa para buscar novos atletas para reforçar o clube em 2018, sendo que a diretoria da equipe [VIDEO] tem o desejo de trazer brasileiros, até porque a adaptação ao técnico e ao elenco seria bem mais fácil.

Reforçar a parte defensiva é crucial para o Palmeiras, por isso que já foram anunciados o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e também o zagueiro Emerson Santos, mas ainda sim está faltando alguma coisa para o clube alviverde da capital, que deseja ter grandes nomes nesta parte defensiva.

O primeiro grande nome para o setor defensivo foi o Diogo Barbosa, que foi um dos grandes destaques do Cruzeiro na campanha do título da Copa do Brasil, mas agora falta um para o lado direito do campo, e para isso a equipe foi atrás de Zeca e do próprio Rafinha, que está no Bayern de Munique.

Como o lateral Zeca está com problemas judiciais envolvendo o Santos, além de que o atleta é originário lateral-esquerdo, e para jogar no lado direito seria uma improvisação. No entanto, o diretor de futebol Alexandre Mattos aguarda uma reunião para anunciar o brasileiro Rafinha, que está no Bayern. #contratação