O Palmeiras tem seu primeiro clássico do ano no próximo domingo (4). Vai receber o Santos no Allianz Parque, em São Paulo. Mais de 30 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente, e o torcedor poderá acompanhar pela primeira vez o encontro de Lucas Lima com seu ex-clube.

Lucas teve passagem brilhante pelo time santista. Por vezes provocou o Verdão nas redes sociais, mas acabou sendo provocado também. Na final da Copa do Brasil de 2015, o jogador chegou a responder alguns palmeirenses de forma ríspida.

Publicidade
Publicidade

O Alviverde levou a taça após disputa nos pênaltis e gol de Fernando Prass. Foi o primeiro título da era Paulo Nobre e que marcou o ressurgimento palmeirense no Futebol, no protagonismo dos títulos.

Até agora, a torcida alviverde só tem o que comemorar no Paulistão 2018. Foram quatro jogos e quatro vitórias (contra Santo André, Botafogo-RP, Red Bull e Bragantino). De todas as atuações, só contra o Santo André, em casa, que o time correu riscos. A zaga, fragilizada e sem tempo de bola, quase entregou. Mas a maturidade e o rápido entrosamento impediram resultado adverso, e os três pontos chegaram. Os primeiros três pontos.

Publicidade

Adeus Adidas?

Palmeiras e Adidas sustentam contrato de fornecimento de material há muito tempo. Entre várias ações, destaca-se o lançamento da camisa verde limão em 2007. O clube vendeu vouchers semanas antes e o torcedor que comprava, trocava pela camisa e tirava uma foto ao lado dos ídolos no então antigo Palestra Itália.

O relacionamento com a empresa alemã foi se deteriorando ao longo do tempo. Algumas camisas lançadas não caíram no gosto da torcida que, mesmo assim, comprou.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Mas não faltaram reclamações nas redes sociais. Muitos torcedores também questionam a falta de qualidade dos materiais. Por vezes a camisa rasga ou o patrocínio sai.

Com o contrato no fim, o Palmeiras recebeu duas propostas de outras empresas. A Topper e a Puma. A Puma, por ser marca internacional e mais forte, sai na frente. O modelo de contrato, no entanto, está sendo analisado. A empresa quer pagar porcentagem por material vendido e um valor anual em dinheiro. Essa questão está sendo estudada de forma interna e sigilosa pelo Verdão.

Campanha pelo símbolo

O poder das redes sociais se faz presente também na escolha dos uniformes. Os palmeirenses estão fazendo campanha pela volta do escudo do time. A última coleção veio com o ‘’P’’ e não com o símbolo do Verdão. Torcedores querem a volta da tradição.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo