O Flamengo, que foi campeão do Brasileiro de 2009, tenta recuperar sua principal peça daquela conquista: Adriano imperador. Em 2014, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, até tentou uma recuperação com Adriano, mas não conseguiu o que esperava.

As primeiras exigências do Flamengo para o Imperador

Naquele ano, em 2014, o Rubro-Negro adotou um projeto, que ficou conhecido como 'Operação Imperador', que consistia em trazer Adriano de volta ao Flamengo.

Publicidade
Publicidade

Para isso, ele teria que se submeter a algumas exigências do clube, como passar um período tendo acompanhamento médico, psicológico e psiquiátrico para vencer a depressão e para parar com o consumo de álcool.

Adriano recusou a proposta e disse que, apesar de o Flamengo ser seu time de coração e de querer voltar a atuar no clube como jogador, não precisava de nenhum tipo de tratamento porque não era doente.

Publicidade

Os anos se passaram e, em 2016, Adriano foi para os Estados Unidos defender o Miami United.

Não deu certo, e o jogador voltou ao Brasil. Agora, o craque tenta novamente mais uma chance de jogar pelo Flamengo. Dessa vez, as exigências são as mesmas e Adriano parece mais disposto em acatá-las.

Novamente o Flamengo pede que Adriano procure um psiquiatra

As portas do Rubro-negro não se fecharam para o Imperador.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo

Segundo o Portal UOL, Adriano desfruta de toda a estrutura do Flamengo para as atividades de recondicionamento físico em uma academia da capital fluminense.

Adriano, que tinha recusado o mesmo plano de se tratar com um psiquiatra em 2014, aceitou a exigência do presidente este ano e disse que está disposto a seguir com o tratamento. No entanto, o Imperador ainda não procurou nenhum profissional da área.

Por outro lado, o Imperador segue empenhado no seu plano de recondicionamento físico e deixa claro que é merecedor para brigar por uma vaga dentro do time. Mas toda essa novela não deixa os dirigentes da Gávea muito felizes. Eles entendem que isso é mais um motivo para dificultar o reaproveitamento do ídolo Rubro-Negro novamente.

A qualidade tática, sobretudo técnica, de Adriano seria fundamental para o time, tendo em vista que Guerrero não mais jogará pelo Flamengo até novembro deste ano.

Publicidade

Caso se empenhe da forma como está, Adriano poderá substituí-lo a altura e trazer mais alegria para o clube, que teve um ano infértil, frente às grandes contratações recentes, como Diego e Éverton Ribeiro, que não trouxeram a alegria que outrora o Imperador propiciou para a nação flamenguista.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo