Depois das saídas de grandes estrelas como Fred, para seu arquirrival Cruzeiro, e Robinho, para o Sivasspor, da Turquia, o Atlético-MG passa por um momento de afirmação dentro do Campeonato Mineiro. O time considerado titular ainda está se preparando para melhorar a condição física para que aguente por mais tempo a longa jornada da temporada 2018.

A chegada de Ricardo Oliveira, entre outros reforços, trouxe esperança ao torcedor atleticano para que o time possa beliscar algum título e que consiga vaga na Libertadores do ano que vem.

Publicidade
Publicidade

Clima Pesado

Embora seja cedo para analisar as partidas, o Atlético-MG até o momento é inconstante no Campeonato Mineiro, com cinco pontos em 12 possíveis, vendo seus rivais América-MG e Cruzeiro disputarem ponto a ponto na liderança. As duas partidas feitas com os titulares até o momento trouxeram uma enorme insegurança do que será do time ao longo da temporada.

Na primeira partida com os titulares, contra o Democrata-GV, o primeiro tempo foi exemplar e avassalador.

Publicidade

Trouxe a ideia de um time extremamente competitivo com três gols em menos de 20 minutos, mas, durante o segundo tempo, as falhas começaram a surgir com pequenas chegadas do time de Governador Valadares, mas sem nenhuma efetividade do adversário.

Na segunda partida, o Atlético-MG tentou ser aguerrido da mesma forma que jogou contra o Democrata-GV. Entretanto, especialmente nessa partida contra o Patrocinense, time que foi promovido à elite do Mineiro ano passado, faltou intensidade novamente no segundo tempo, deixando brechas suficientes para que o time da cidade de Patrocínio aproveitasse para empatar em 2 a 2.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Atlético Mineiro

Os torcedores do Atlético-MG reclamaram no final da partida.

A diretoria entende que essas mudanças são naturais para qualquer time que está em reformulação de suas peças e no momento se dá por satisfeito com o trabalho do técnico Oswaldo de Oliveira. Mesmo com as reclamações por parte de seus torcedores, além, é claro, da má fase de Ricardo Oliveira, contratado para substituir Fred, que ainda não balançou as redes adversárias nesta temporada com a camisa do Galo.

O que incomoda neste início de temporada é a diferença de pontos que seus rivais alcançaram em quatro rodadas do estadual. Cruzeiro e América, por sinal, duelam na próxima rodada do Mineiro, enquanto o Atlético-MG tenta se recuperar dos maus resultados contra a URT, no domingo, dia 4, em Patos de Minas, no encerramento da quinta rodada do campeonato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo