Veja abaixo o resumo de como foi a atuação do time do São Paulo durante o jogo contra o Novorizontino, partida válida pelo Campeonato Paulista. Confira os destaques do time:

Jucilei: foi o melhor do São Paulo [VIDEO], no comando da distribuição do jogo, com bons passes, lançamentos e desarmes. Foi o dono do meio de campo. Nota: 7,0

Shaylon: levou perigo nas bolas paradas e acertou passes interessantes no meio da defesa do Novorizontino. Errou um passe sozinho no meio de campo sem explicação e furou uma finalização dentro da área em boa chance de gol. Nota: 6,0

Éder Militão: começou mal no jogo. Teve dificuldade para marcar Ratão, errou passes e lançamentos.

Depois, se recuperou com desarmes importantes, uma finalização perigosa e ficou mais ligado na partida. Nota: 6,0

Rodrigo Caio: Teve um erro de desatenção logo no início do segundo tempo e depois fez a falta para evitar um lance mais perigoso (levou cartão amarelo). Recuperou-se com um desarme que evitou um gol certo do Novorizontino, quase em cima da linha. Nota: 6,5

Veja as notas dos jogadores do São Paulo:

Sidão [GOL]: 6,0

Éder Militão [LAD]: 6,0

Bruno Alves [ZAG]: 6,5

Rodrigo Caio [ZAG]: 6,5

Edimar [LAE]: 5,5

Jucilei [VOL]: 7,0

Petros [VOL]: 6,0

Shaylon [MEC]: 6,0

Marcos Guilherme [ATA]: 6,0

(Caique [ATA]): 6,5

Lucas Fernandes [ATA]: 5,5

(Diego Souza [ATA]): 6,0

Brenner [ATA]: 5,0

(Cueva [MEC]): 5,0

Resumão

Diego Souza não estreou como gostaria pelo São Paulo. Em uma fraca atuação da equipe considerada titular, o meia-atacante atuou por 37 minutos no segundo tempo, mas não conseguiu evitar o empate por 0 a 0 com o Novorizontino, neste sábado, no Morumbi, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

Cueva entrou no segundo tempo

A partida marcou também o retorno aos jogos de Cueva. O jogador entrou aos 21 minutos da etapa final e não conseguiu melhorar o desempenho da equipe. O peruano perdeu seis dias de pré-temporada por conta de compromissos comerciais em seu país de origem e foi multado pela diretoria Atuações do São Paulo [VIDEO]

  • [VIDEO]

    Primeiro Tempo

    Com Diego Souza e Cueva no banco de reservas, o São Paulo teve muita dificuldade para criar no ataque. Os garotos Shaylon e Lucas Fernandes foram pouco produtivos. Coube, então, aos volantes a missão. Petros, aos 15 minutos, acertou a trave em chute de fora da área. Bastante acionado, Marcos Guilherme quase marcou aos 22, mas a defesa do Novorizontino tirou a bola praticamente em cima da linha de gol.

    A equipe do interior, aliás, passou boa parte do tempo estacionada em seu campo de defesa à espera dos contra-ataques. Quando o espaço apareceu, o time não aproveitou, principalmente por conta dos erros do atacante Rafael Ratão, opção de velocidade pelos lados do campo. Aos 45, o Novorizontino assustou em cobrança de falta de Jean Carlos. Sidão salvou.

    Segundo Tempo

    Sem mudanças para o segundo tempo, o São Paulo quase marcou logo aos três minutos. Oliveira fez grande defesa em desvio de cabeça de Militão. Como o time não melhorou, a torcida passou a gritar o nome de Diego Souza a partir dos 11 e foi atendida por Dorival imediatamente (ele entrou aos 13 no lugar de Lucas Fernandes).

    A presença de um atacante mais fixo na área em nada melhorou a atuação. Tanto que, aos 21, Dorival colocou Cueva na vaga de Brenner para tentar melhorar a produção ofensiva. E também não adiantou. Juninho, aos 32, disparou sozinho, driblou Sidão, mas Rodrigo Caio de carrinho evitou o gol.

    Shaylon, a cinco minutos do fim, perdeu a melhor chance ao furar quase na pequena área. Na sequência, Caique foi derrubado por Cléo Silva, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira não marcou o pênalti. Aos 43, o juiz acertou ao marcar impedimento em gol de cabeça de Rodrigo Caio.

    Próximos Jogos

    O São Paulo soma seu primeiro ponto no Grupo B e enfrenta o Mirassol, quarta-feira às 21h45, na casa do adversário. O Novorizontino sobe para quatro no Grupo C e joga como visitante novamente na próxima rodada, contra o Botafogo, quarta, às 19h30, em Ribeirão Preto.

    Protesto

    Torcedores do São Paulo protestaram em frente ao portal principal do Morumbi antes da partida contra o Novorizontino. Eles cobravam títulos e a contratação de mais jogadores.