O domingo começou agitado no Fluminense. Nas primeiras horas do dia, a torcida acordou com uma péssima notícia. Segundo reportagem do Net Flu, portal destinado exclusivamente a informações do clube das Laranjeiras, o meia Gustavo Scarpa, alegando atraso no pagamento de salários, direito de imagens e outros vencimentos, entrou na Justiça, pedindo a rescisão de contrato com o Tricolor.

A ação foi impetrada no último dia 22 de dezembro, mas, por conta do recesso do Judiciário, só será avaliada a partir da próxima segunda. Caso obtenha sucesso no seu intento, Scarpa, que tem vínculo até o final de 2020, teria o direito de receber uma valor superior a R$ 9 milhões.

Em entrevista concedida ao Globoesporte no início da tarde, o vice-presidente jurídico do Fluminense [VIDEO], Miguel Pachá, lamentou a atitude tomada por Gustavo Scarpa [VIDEO], mas disse que na sexta passada, o clube quitou todas as pendências e, mesmo depois do ocorrido, ainda aguarda a reapresentação do atleta.

"Não fomos cientificados, pagamos os valores, consideramos o atleta como atleta do Fluminense, vamos buscar a manutenção do vínculo e lamentamos que ele tenha optado por este caminho", comentou o dirigente, lembrando que o Fluminense foi o responsável por abrir as portas para Scarpa se lançar no cenário do futebol.

"O Fluminense permitiu que ele aparecesse na carreira da forma como apareceu, é um clube que não tinha a necessidade, mas reconhecendo o trabalho, aumentou o salário do jogador durante a vigência do contrato.

Então, é uma decepção muito grande que isso tenha acontecido", concluiu.

Durante o período de férias, Gustavo Scarpa teve seu nome envolvido em possíveis negociações. Cruzeiro, Palmeiras, São Paulo e Corinthians procuraram o Fluminense e, pelo apoiador, cederiam alguns jogadores ao time carioca. Em nenhum dos casos, porém, houve acordo.

Paralelo ao caso Scarpa, o elenco dirigido pelo técnico Abel Braga segue a sua preparação para o início da temporada de 2018. Em novo dia de treino integral, os jogadores iniciaram com um trabalho físico na academia do CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca. Na parte da tarde, haverá um trabalho tático e a expectativa é que haja mais um indício da futura escalação titular.

Na terça que vem, a delegação embarca para os Estados Unidos, visando a disputa da Florida Cup. No sexta, às 22h (de Brasília), o Flu [VIDEO], pelo torneio internacional, enfrenta o PSV Eindhoven, da Holanda. Três dias depois, o adversário será o Barcelona de Guayaquil, do Equador. Já a estreia oficial acontece no dia 17 de janeiro, em Bacaxá, distrito de Saquarema, contra o Boavista pela abertura do Campeonato Carioca.