Durante o clássico deste sábado (27), entre Corinthians e São Paulo [VIDEO] no estádio do Pacaembu, uma imagem chamou a atenção dos repórteres e fotógrafos que estavam posicionados atrás do gol defendido por Cássio no primeiro tempo. Em determinado momento o goleiro chamou o gandula, que saiu para o banco de reservas retornando pouco depois e entregando algo para o jogador. Mais tarde, em entrevista na saída dos vestiários, o arqueiro revelou o problema que o obrigou a pedir um auxilio do banco de reservas.

Falando ao canal por assinatura SporTV, o corintiano disse que teve uma queda de pressão e pediu que o gandula comunicasse o fato ao banco de reservas, que enviou para ele um suplemento.

O goleiro [VIDEO] admitiu que o problema foi provocado por conta dele não ter se alimentado de forma correta antes do Majestoso.

“Eu tenho dificuldade em me alimentar em dia de jogo e eu não me alimentei muito bem”, revelou o jogador, afirmando que sofreu tonturas. Nos vestiários ele foi medicado e conseguiu atuar normalmente no segundo tempo. “A gente tem uma alimentação superbalanceada, tem um monte de opções, mas acho que é (o problema) e não é de hoje e vou tentar me alimentar melhor para não acontecer novamente”, afirmou. Ele lembrou também que não é a primeira vez que isso ocorre, tendo já acontecido em um clássico contra o Palmeiras.

O goleiro corintiano agora terá bastante tempo para se alimentar. Pela primeira vez desde o início da temporada, o Corinthians terá uma semana de folga entre uma partida e outra, voltando a jogar somente no próximo domingo (4), quando sai para pegar o Grêmio Novorizontino.

Mudanças

Apesar de vir de três vitorias consecutivas, o técnico Fábio Carille deverá promover mudanças no time titular. Muito contestado por torcedores e imprensa, apesar de seu carisma, o atacante Kazin vai para o banco de reservas. Júnior Dutra, que começou jogando contra a Ferroviária e entrou no segundo tempo do clássico passará a ser o titular da posição.

Aliás, já era esperado que ele começasse jogando o duelo deste sábado, porém na véspera, em conversa com Carille, ele disse que não tinha condição física de suportar os 90 minutos de partida e por isso foi decidido que ele começaria no banco.

Mesmo definindo o novo titular no ataque, o treinador corintiano ainda espera a contratação de um novo camisa 9. O mais cotado para chegar ao Parque São Jorge é Henrique Dourado, artilheiro do Brasileirão, ao lado de Jô, que recentemente se desligou do Fluminense.