Mesmo sem jogar bem, especialmente no segundo tempo, o Fluminense conseguiu o seu objetivo de voltar de Poços de Caldas com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil [VIDEO]. Com um gol no fim, o Tricolor, que podia até empatar, arrancou uma vitória de 1 a 0 sobre a Caldense na noite desta quarta, em partida realizada no estádio Ronaldão.

Na próxima fase, a equipe dirigida pelo técnico Abel Braga enfrentará o vencedor de Novo Operário-MS e Salgueiro-PE, que jogarão em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ainda hoje, às 21h30 (de Brasília).

No sábado, o Fluminense muda o foco das suas atenções para a última rodada da Taça Guanabara.

A partir das 19h (de Brasília), no estádio de Los Larios, em Xerém, distrito do Grande Rio, a agremiação das Laranjeiras, quarta colocada do Grupo C com seis pontos, precisa vencer o Macaé e torcer por um empate entre Portuguesa-RJ e Boavista para carimbar sua presença nas semifinais do segundo turno do Campeonato Carioca.

O JOGO

Não bastasse a já certa ausência de Robinho, o Fluminense, de última hora, teve contar com o desfalque de Gum. Acometido por uma gastroenterite, o camisa 3 foi substituído por Reginaldo. Mesmo diante dessa alteração inesperada, o sistema defensivo se portou bem e praticamente não foi exigido na primeira etapa. Enquanto isso, diante de um Junior Sornoza apagado, Jádson e, principalmente, Ayrton Lucas tentavam suprir o ataque. O lateral-esquerdo, mais uma vez, o melhor em campo, chegou a rolar para Pedro, aos 16 minutos, balançar as redes, mas a arbitragem, de forma equivocada, marcou impedimento e anulou o gol.

No segundo tempo, o quadro mudou. Tendo a obrigação de vencer, a Caldense se lançou à frente e teve diversas oportunidades para abrir o placar. Na melhor delas, Marquinhos recebeu na linha de fundo e tocou para William Henrique. O centroavante,porém, furou na hora de chutar.

Enquanto isso, o Fluminense [VIDEO], com Caio no lugar de Sornoza ainda no intervalo, apostava nos contra-ataques, mas Marcos Júnior, Pedro e Gilberto abusavam dos erros. O primeiro, inclusive, deixou o gramado reclamando após ser substituído por Dudu.

Quando tudo levava a crer que o 0 a 0 seria definitivo, aos 45 minutos, Ayrton bateu uma falta para a área. Caio ganhou da zaga e a bola sobrou para Pedro. Como um autêntico pivô, o atacante rolou e Renato Chaves, com um finalização perfeita de pé direito, colocou à direita do goleiro Omar, sacramentando a vitória e a classificação do Fluminense.