Mesmo sem jogar bem, especialmente no segundo tempo, o Fluminense conseguiu o seu objetivo de voltar de Poços de Caldas com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Com um gol no fim, o Tricolor, que podia até empatar, arrancou uma vitória de 1 a 0 sobre a Caldense na noite desta quarta, em partida realizada no estádio Ronaldão.

Na próxima fase, a equipe dirigida pelo técnico Abel Braga enfrentará o vencedor de Novo Operário-MS e Salgueiro-PE, que jogarão em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ainda hoje, às 21h30 (de Brasília).

Publicidade
Publicidade

No sábado, o Fluminense muda o foco das suas atenções para a última rodada da Taça Guanabara. A partir das 19h (de Brasília), no estádio de Los Larios, em Xerém, distrito do Grande Rio, a agremiação das Laranjeiras, quarta colocada do Grupo C com seis pontos, precisa vencer o Macaé e torcer por um empate entre Portuguesa-RJ e Boavista para carimbar sua presença nas semifinais do segundo turno do Campeonato Carioca.

O JOGO

Não bastasse a já certa ausência de Robinho, o Fluminense, de última hora, teve contar com o desfalque de Gum.

Publicidade

Acometido por uma gastroenterite, o camisa 3 foi substituído por Reginaldo. Mesmo diante dessa alteração inesperada, o sistema defensivo se portou bem e praticamente não foi exigido na primeira etapa. Enquanto isso, diante de um Junior Sornoza apagado, Jádson e, principalmente, Ayrton Lucas tentavam suprir o ataque. O lateral-esquerdo, mais uma vez, o melhor em campo, chegou a rolar para Pedro, aos 16 minutos, balançar as redes, mas a arbitragem, de forma equivocada, marcou impedimento e anulou o gol.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

No segundo tempo, o quadro mudou. Tendo a obrigação de vencer, a Caldense se lançou à frente e teve diversas oportunidades para abrir o placar. Na melhor delas, Marquinhos recebeu na linha de fundo e tocou para William Henrique. O centroavante,porém, furou na hora de chutar.

Enquanto isso, o Fluminense, com Caio no lugar de Sornoza ainda no intervalo, apostava nos contra-ataques, mas Marcos Júnior, Pedro e Gilberto abusavam dos erros. O primeiro, inclusive, deixou o gramado reclamando após ser substituído por Dudu.

Quando tudo levava a crer que o 0 a 0 seria definitivo, aos 45 minutos, Ayrton bateu uma falta para a área. Caio ganhou da zaga e a bola sobrou para Pedro. Como um autêntico pivô, o atacante rolou e Renato Chaves, com um finalização perfeita de pé direito, colocou à direita do goleiro Omar, sacramentando a vitória e a classificação do Fluminense.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo