O nome da modalidade física já diz, ela é funcional, isto é, todos os músculos funcionam. O treinamento funcional, compreende uma modalidade da educação física, que engloba o envolvimento de todos os músculos corporais.

São atividades direcionadas por movimentos da vida diária, porém com mais intensidade, sendo que o peso dos exercícios, ocorre de forma a utilizar o próprio corpo, de forma integrada.

Essa modalidade esportiva vem sendo testada desde a antiguidade, sendo que os gregos, na época dos jogos olímpicos, preparavam-se para as competições, através de exercícios que visavam desenvolver o equilíbrio, a postura, a força e a agilidade.

Há quem diga, que o treinamento funcional foi criado a partir dos movimentos que os primitivos realizavam.

Nos dias atuais, o treinamento funcional tem tido uma grande procura, devido a sua fama de oportunizar a perda de uma grande quantidade de calorias, em um curto espaço de tempo.

Os benefícios do treinamento funcional

Um dos questionamentos a respeito da prática de treinamento funcional, engloba inúmeras dúvidas sobre as vantagens na escolha desse tipo de treino.

Uma modalidade do esporte, que vem se evidenciando como a nova sensação do momento.

Mas, essa “recente” modalidade esportiva, possui diversos benefícios, tais como:

  • A melhora na coordenação motora, pois necessita que a pessoa siga os movimentos de forma correta, afim de obter resultado;
  • Acelera a agilidade e a velocidade, pois compreende a circuitos que devem ser realizados mediante tempo cronometrado;
  • Aumenta a força e a resistência, pois necessita de uma aliada especial, a persistência;
  • Beneficia a postura e o equilíbrio corporal, pois os exercícios devem ser realizados com uma postura correta;
  • O treino tem o propósito de trabalhar a musculatura, mas também desenvolve o controle dos movimentos.

Além disso, esta área esportiva é responsável por uma grande quantidade de queima calórica, propiciando um rápido emagrecimento, sendo o mais importante, de modo saudável, sem agredir ao organismo.

E este tipo de exercício, já vem fortalecendo a ideia de que também funciona como um anti stress.

Na verdade, qualquer tipo de exercício é benéfico a #Saúde mental, mas como o treinamento funcional requer o dobro de disciplina, acaba liberando os problemas para pensar na solução.

O treinamento funcional e a terceira idade

O envelhecimento está ligado a perda da força e da resistência, bem como a diminuição da coordenação e do domínio corporal. É nessa época da vida, que as gorduras começam a resistir a queima calórica e acabam se concentrando, principalmente no abdômen.

Pesquisas cientificas, já demonstraram a importância de cuidar da circunferência abdominal, sendo que esta tem se configurado um perigo para a saúde humana, inclusive levando muitos seres ao óbito

O treinamento funcional para os idosos tem sido apresentado pelos especialistas em geriatria como uma maravilhosa forma de reverter, pelo menos um pouco, algumas características, que são normais durante o passar dos anos.

Claro, que é necessária uma avaliação médica, antes do início do processo funcional. Mas a adaptação da terceira idade a esta prática esportiva não tem sido classificada como algo negativo, pelo contrário, pois o treinamento tem indicação para qualquer idade.

Além disso, os idosos estão melhorando a memória, sendo esta uma das características da atividade física, pois eles estão se movimentando e interagindo.

Vale destacar, que o exercício físico é um ótimo incentivador de novas conexões neurais, sendo que essas influenciam na memória e na agilidade do pensamento.

Há algumas teses que reforçam que a prática da atividade física pode possibilitar a reciclagem de neurônios, dessa forma torna-se possível reavivar aqueles que foram prejudicados durante os anos de vida.

O treinamento funcional na terceira idade também é uma ótima opção, pois diminui o risco de lesões, além de fortalecer a musculatura para a subida em escadas.

Sabe-se que exercício físico na terceira idade é sinal de uma melhora na qualidade de vida.

Já foi o tempo que o idoso era praticamente caseiro, nos dias de hoje a movimentação é um diferencial, que acaba influenciando na expetativa de vida.

O método

A possibilidade de perder peso, reverter algumas doenças degenerativa e melhorar a saúde mental e social é um dos benefícios do treinamento funcional na terceira idade.

Os exercícios físicos funcionais, trabalham a coordenação motora, através de atividade variadas, no qual o praticante utiliza uma sequência, que deve ser realizada em um limite de tempo, utilizando uma série de acessórios.

O método utilizado pelo treinamento funcional insere exercícios, que possuem como um dos objetivos principais o desafio do limite, sendo que o esportista irá realizar uma sequência de atividades, visando atingir um determinado limite do tempo.

Uma das metodologias mais utilizadas, é o conhecido circuito, isto é, uma ordem determinada de exercícios, em que uma sequência, que foi pensada e planejada para uma finalidade, deve ser seguida.

Cada circuito possui séries, que de acordo com o objetivo que se quer deve ser realizada de forma intensa ou não. Nesse caso o profissional irá analisar, aquele que irá desenvolver a atividade.

Dieta & Treinamento funcional

Toda a prática de exercícios que é iniciada com o propósito de emagrecimento, exige o acompanhamento alimentar de modo que este, seja positivo para o resultado final.

A dieta mais indicada para o treinamento funcional, corresponde a um cardápio que engloba alimentos que fortalecem o organismo, bem como os protege contra qualquer tipo de doença.

Tais alimentos, da dieta funcional auxiliam a agilizar o processo de emagrecimento. Os alimentos que englobam esta dieta funcional são:

  • Chia: compreende a uma semente rica em ômega três e sua proposta é o aumento da saciedade.
  • Gengibre: rico em antioxidante, é responsável no combate aos radicais livres, auxilia na imunidade corporal e possui uma característica bastante peculiar, pois acelera o metabolismo, auxiliando no rápido emagrecimento.
  • Chá de hibisco: uma bebida diurética e uma das suas finalidades, atrelada ao treinamento funcional é o auxilio a resistir ao chocolate.
  • Brócolis: é rico em betacaroteno, combatendo o câncer e protegendo o organismo.
  • Mamão: é um antioxidante, que fornece ao organismo o acido fólico, essencial para a prevenção de anemia, doenças cardíacas e depressão.
  • Abacate: é um antioxidante, poderoso para agir contra os radicais livres.

O plano alimentar da dieta funcional, é rigidamente contra os produtos industrializados. Sendo que o objetivo da dieta é desenvolver o habito de alimentar-se saudavelmente, afim de proteger o organismo de doenças que possam enfraquece-lo.

A dieta funcional abusa dos termogênicos, que são alimentos que ajudam na aceleração do metabolismo e proporcionam um emagrecimento em pouco tempo.

Um termogênico, auxilia a queima de gorduras durante os exercícios físicos. São também denominados queimadores de gordura, por serem substancias capazes de transformar em energia as calorias do corpo e da alimentação

Os sucos verdes e o chá são importantes aliados na alimentação funcional também, sendo que ambos possuem as especificidades que a dieta funcional necessita.

Quanto mais cuidados o praticante do treinamento funcional tiver com a alimentação, mais rápida será a resposta do organismo e mais rápido o emagrecimento.

Mitos & Treinamento Funcional

- Verdadeiro: O treino funcional desempenha sua função, utilizando praticamente todos os músculos do organismo.

O treinamento funcional desenvolve atividades, que necessitam da força de diversas partes do corpo para poder realizar o propósito do exercício.

- Verdadeiro: O treinamento funcional é sempre individualizado.

Cada pessoa é única, cada organismo funciona de uma determinada maneira, pois cada corpo possui características individuais. A alimentação pode ser diversificada, sendo ela um importante critério na hora de planejar os exercícios físicos.

- Verdadeiro: Os treinos funcionais utilizam a força como seu principal componente.

Sempre. O treinamento funcional propõe a utilização da força do organismo humano, afim de movimenta-lo e reforça-lo integralmente.

- Mito: O treino sem dieta funcional não se apresenta positivo.

Existem diversificados tipos de dietas alimentares, sendo que é possível sim adequar os exercícios com a dieta pessoal de cada praticante.

- Mito: Não qualquer restrição médica para os treinos funcionais.

É preciso, que antes da prática dos exercícios, haja uma avaliação médica, afim de averiguar como funciona o aparelho circulatório do indivíduo, bem como o respiratório. Também é importante sanar qualquer dúvida em relação a doenças que são apresentadas através do exame de sangue.

- Verdadeiro: O contato com a natureza proporciona mais vigor para o desempenho dos treinos.

O treinamento funcional possui uma característica determinante, que é o fato de poder ser desenvolvido ao ar livre, oportunizando o praticante a sentir-se livre e energizado.

- Verdadeiro: O treinamento funcional é essencial para quem deseja superar o sedentarismo.

Com certeza, o #movimento que o treinamento funcional motiva e impulsiona acabam com qualquer tipo de sedentarismo.

- Mito: Os treinos não aumentam a força física.

Aumentam sim, pois fortificam a musculatura e consequentemente aumentam a força do organismo.

- Verdadeiro: É possível perder peso em pouco tempo.

O gasto calórico é muito alto, durante as atividades, pois o indivíduo precisa de um grande esforço, afim de conseguir cumprir com o circuito no tempo determinado.

Não resta dúvidas que o treinamento funcional acelera o emagrecimento, mas sem prejudicar o organismo e respeitando o condicionamento físico de cada esportista.

Não perca tempo, praticar o treinamento funcional, é uma das melhores opções para quem vida a qualidade de vida. Não esqueça, que um profissional qualificado é fundamental, para que a sua meta seja cumprida.