O Corinthians é um do maiores clubes do Brasil e tem grandes jogadores no seu elenco, tanto que, no ano passado, foi campeão do Campeonato Paulista e posteriormente do Campeonato Brasileiro, de forma isolada em cima de seu maior rival, o Palmeiras.

No entanto, o clube sofrerá as eleições para a troca de presidente, tendo diversos candidatos para assumir o cargo, mas uma dívida estratosférica, a da compra da Arena de Itaquera, que foi um empréstimo da Odebrecht para que o clube tivesse o estádio antes da Copa do Mundo de 2014, que aconteceu no Brasil.

É fato que a Arena tem públicos muito bons, mas a dívida só cresce e o novo presidente deve trazer uma solução para que essa dívida diminua ou então seja quitada.

Mais dinheiro no cofre?

Todos sabem que o Corinthians tem uma característica muito forte de revelar jogadores, por este motivo, de acordo com a nova regra da FIFA, o Timão pode lucrar muito com transferências internacionais de atletas para outros clubes.

De acordo com a entidade máxima do futebol, todo clube revelador de um jogador, quando aquele se transfere para outro país, deve ganhar uma porcentagem daquela quantia.

A porcentagem varia de acordo com o tempo em que o atleta atuou nas categorias de base do clube, por este motivo que a transferência do atacante Lucas Moura do PSG para o Tottenham renderá quase meio milhão de reais aos cofres corintianos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corinthians

Isso é 0,5% do valor total de quase R$ 100 milhões.

O atleta foi revelado no Corinthians e logo comprado pelo São Paulo, portanto o clube que tem a maior porcentagem, cerca de 3% do valor total, é o tricolor paulistano, que conseguirá uma quantia de quase R$ 3 milhões por causa desta transferência.

Dinheiro do nada?

O dinheiro vem como um grande extra aos cofres do Corinthians, já que a equipe nem esperava uma transferência de Lucas Moura e ainda não sabia de seus direitos de porcentagem em cima disso, uma vez que o liberou ao São Paulo em 2005, quando ainda tinha 13 anos e estava nas categorias de base.

Sem dúvidas que liberar o atleta foi um grande erro da base do Corinthians, até porque o jogador muito valioso nos dias de hoje e rendeu muito ao tricolor paulista quando atuou no Brasil, sendo muitas vezes convocado para a Seleção Brasileira.

Agora, Lucas vivia uma baixa no clube de Paris e estava no banco de reservas, por conta disso que preferiu ir para um time inglês, que também está disputando a Champions League, para conseguir uma titularidade e uma vaga para a Copa do Mundo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo