Depois de ganhar do Corumbaense por 3 a 0, o #Corinthians enfrentou o Pinheiro-MA em confronto válido pela Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time paulista tinha a necessidade de fazer um bom placar, porque horas antes do jogo começar, a Ferroviária havia ganhado do próprio Corumbaense por 2 a 0, somando um saldo de gols considerável.

Primeiro Tempo

O Corinthians [VIDEO] começou o jogo mais solto em comparação com a estreia. No começo da partida, no entanto, o Timão estava insistindo em jogadas de profundidade e toques pela lateral com pouca troca de passes. Aos 5 minutos, o primeiro ataque do time do Pinheiro, onde, em uma confusão dentro da área, a bola sobrou para o atacante maranhense, livre para marcar, mas o zagueiro Ronald tirou quase em cima da linha.

O nervosismo tomava conta do Corinthians, errando passes considerados bobos, e deixando espaços para o contra-ataque do time maranhense. A estratégia do time adversário até então estava dando certo, pois até os 15 minutos o time paulista não tinha conseguido criar nenhuma chance clara de gol.

A primeira grande chance do Corinthians foi com Nathan, em uma bola que desviou na pequena área sobrando limpa frente a frente ao goleiro. Aos poucos, o Corinthians foi se soltando e, aos 22 minutos, em uma bola levantada, Vitinho cabeceou fraco e o goleiro do Pinheiro conseguiu uma importante defesa.

No escanteio logo em seguida, originado de uma jogada ensaiada, Kaio Cristian chutou e, novamente, o goleiro salvou. Após pressão, o gol não demorou a sair e, aos 26 minutos, em um lance bem trabalhado, Renan Areias tocou para Rafael Bilu abrir o placar.

O Corinthians finalmente tirava o zero do placar.

Após o lance do gol, o Corinthians soube controlar a partida, não ocorrendo lances importantes até os 35 minutos da etapa inicial, quando o Corinthians assustou o goleiro maranhense mais uma vez após ótima triangulação do trio de ataque. Ao final do primeiro tempo, não houve lances de perigo para ambos os lados.

Segundo Tempo

A etapa final começou com o Corinthians pressionando o Pinheiro. Novamente, porém, o Timão insistia em errar o último passe. Até os 12 minutos, mais uma vez contra um adversário fechado, o time paulista não conseguia produzir nenhuma jogada de conclusão, sempre sobrando a última bola entre os zagueiros do clube maranhense. Foi só aos 14 minutos que o goleiro Tchuca defendeu uma bola improvável, salvando a equipe do Maranhão de levar o segundo gol.

O jogo morno não favorecia o estilo do Corinthians, entretanto, após uma substituição de Nathan por Willian - novamente como ocorreu na partida anterior contra o Corumbaense - o time acordou.

Após uma bola cruzada, a zaga não tirou, sobrando limpa na pequena área para Fabrício Oya marcar o segundo gol do time paulista. O Timão ampliava, assim, o marcador.

Depois do segundo gol, o Corinthians despertou de vez. Depois de uma jogada individual de arrancar suspiros dos torcedores, Rafael Bilu tocou para o atacante Vitinho - até então sumido da partida devido a forte marcação - fazer o terceiro gol corintiano. De pé em pé, o Corinthians ainda marcou o quarto gol do jogo, aos 37 minutos, com Ramonzinho.

Tranquilo na partida, o clube paulista tentava de todas as formas achar mais um gol para ficar na liderança do grupo, até que, em uma tentativa isolada Ramonzinho novamente balançou os barbantes, dando números finais ao massacre. O Corinthians aplicava um 5 a 0 sem dó ou piedade, garantindo a classificação à próxima fase da Copinha.

Corinthians 5x0 Pinheiro-MA

Gols: Rafael Bilu, Fabrício Oya, Vitinho, Ramonzinho (2x). #Copa São Paulo